Abastecimento precário

Parte das adutoras do Dnocs foi concluída

00:00 · 04.10.2017

O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) tem o desafio de concluir oito Adutoras de Montagem Rápida (AMR) para abastecer milhares de famílias em cidades e comunidades rurais do Interior do Ceará. O órgão esclareceu que as AMR de São Luiz do Curu, São João do Aruaru, Tamboril, Apuiarés e Chorozinho - Triângulo já estão em operação.

Informou, ainda, que a adutora que vai captar água do Rio Jaguaribe e transpor para Pereiro passa por adequação de projeto técnico e será submetida a um novo processo licitatório. O órgão, entretanto, não apresentou data para a retomada do serviço. Quanto à adutora da Vila Mineiro, encontra-se concluída e em fase de recebimento definitivo da obra e a de Iracema está em fase de conclusão. Os serviços de montagem das oito adutoras começaram em novembro de 2016 e tinham prazo de conclusão variando entre 60 dias e 180 dias, dependendo da extensão. A maior e mais complexa é a de Pereiro, que está com os serviços paralisados, e já apresenta canos depredados por transeuntes. Os serviços têm caráter emergencial para atender a demanda de água das famílias nas cidades e localidades rurais.

Pereiro enfrenta há quase três anos uma intensa crise hídrica. O açude Adauto Bezerra, que abastecia o núcleo urbano, está seco desde 2015. A distribuição de água é feita por carros-pipa na cidade e na zona rural. Os moradores reclamam da incerteza do projeto. "Quanto mais tempo demorar maior é o nosso sofrimento", afirmou a vereadora, Leni Freitas. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.