Redes sociais

Quatro cidades cearenses receberão cursos de Medicina, diz Eunício

Presidente do Senado confirmou que os municípios de Iguatu, Canindé, Itapipoca e Quixadá foram escolhidas para implantação das graduações

22:19 · 08.03.2018 / atualizado às 17:45 · 09.03.2018
Eunício
As escolhas foram confirmadas ao senador Eunício Oliveira (MDB CE), pelo titular do Ministério da Educação, Mendonça Filho ( Foto: Moreira Mariz/Agência Senado )

O Presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), publicou em sua rede social confirmando que as cidades de Iguatu, Canindé, Itapipoca e Quixadá foram escolhidas pelo Ministério da Educação (MEC) para receberem a implantação de cursos de graduação em Medicina por instituições de educação superior privadas.

As escolhas foram confirmadas ao senador Eunício Oliveira (MDB CE), pelo titular do Ministério da Educação, Mendonça Filho, no início da noite desta quinta-feira (08). Mendonça Filho garantiu que a portaria com a autorização será publicada até a próxima segunda-feira (12), no Diário Oficial da União.

O documento publicado pelo senador afirma que as instituições deverão firmar termo de compromisso com a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Seres, do MEC, a fim de efetivar sua inclusão no chamamento público. Além disso, os prefeitos dos municípios e o gestor local do Sistema Único de Saúde - SUS devem comparecer ao Ministério entre 13 e 22 de março. 

Segundo Eunício, “é uma grande vitória para a população do Interior do Estado, particularmente dos jovens que sonham com novas oportunidades para o futuro”. Além disso, o presidente do Senado também ressaltou que “além de melhorar a educação e o atendimento à saúde da população, a implantação dessas faculdades vai contagiar diversos setores da economia dessas cidades e da região, como o comércio, os serviços e até a construção civil”. De acordo com o senador, a proposta é continuar atuando para levar também às cidades de Russas e Crateús as faculdades de Medicina. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.