Mesmo com seca

Municípios buscam outras formas de garantir o Carnaval 2014

A busca por iniciativas privadas e a limitação da programação foram algumas medidas tomadas

12:28 · 25.02.2014 por Redação Web
carnavalce
O Carnaval no Interior é tradição no Estado ( Foto: Elizângela Santos )
secace
A seca continua nos principais municípios do Interior ( Foto: Kid Júnior )

Alguns municípios buscaram alternativas após a recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para rezudir os gastos e licitações no Carnaval 2014. A busca por iniciativas privadas e a limitação da programação foram algumas medidas tomadas.

A Prefeitura de Aquiraz informou que o Carnaval nas praias do município (Iguape, Presídio, Porto das Dunas, Prainha e Batoque) será custeado por empresas privadas da cidade. 

De acordo com Antônio Guimarães, prefeito  do município, estima-se que 22,5 mil habitantes da cidade e mais 20 mil turistas participarão da festa. Com um gasto médio per capita de R$ 50 reais por dia, totalizariam R$ 8,5 milhões de reais de dinheiro para o município. A prefeitura disponibilizará os serviços de limpeza, assistência de saúde e segurança.

A prefeitura de Limoeiro do Norte divulgou que o Carnaval da cidade, tradicional no Interior, será limitado a um ponto. O Carnalimô que acontecia em dois pontos da cidade, será apenas na Avenida Francisco Remídio. A decisão foi devido à seca e ao corte das licitações. 

Os dois estão com programação a ser definida, para que o turismo da cidade não seja prejudicado.

Maranguape decidiu se dedicar ao abastecimento de água, devido aos gastos com os carros-pipas. Segundo Átila Câmara, prefeito do município, cerca de R$ 200 mil, que seriam usados no Carnaval, serão usados na perfuração de poços profundos. Entretanto, serão investidos R$ 15 mil reais no Carnaval e os blocos de rua desfilarão na terça-feira (4). 

TCM solicita detalhes dos gastos do Carnaval

Na última segunda-feira (24), O TCM solicitou a 44 municípios do Estado que detalhem os gastos com o Carnaval 2014. Os municípios terão até a quarta-feira (28) para enviar documentos e informações. A solicitação ocorreu após uma fiscalização nos municípios que registraram licitações no Diário Oficial e que estão com problemas de abastecimento de água.

O detalhamento irá verificar se os municípios solicitados estão cumprindo a legislação para os eventos e a viabilidade econômica-financeira das despesas previstas.

Os municípios notificados foram Acopiara, Apuiares, Aracati, Aracoiaba, Banabuiu, Beberibe, Brejo Santo, Camocim, Carnaubal, Cascavel, Catunda, Granja, Ibiapina, Itaiçaba, Itarema, Jaguaretama, Jaguaruana, Jati, Maracanaú, Mauriti, Milha, Nova Russas, Ocara, Orós, Pacajus, Palhano, Paraipaba, Paracuru, Quixada, Quixeramobim, Quixeré, Reriutaba, Santa Quitéria, Santana do Acaraú, São Benedito, Senador Sá, Sobral, Solonópole, Tauá, Tianguá, Trairi, Ubajara, Várzea Alegre e Viçosa do Ceara.

Em divulgação oficial, os municípios de Caucaia, Solonópole, Umirim, Maranguape, Aurora, Farias Brito, Barro, Santa Quitéria e Hidrolandia já cancelaram o Carnaval da sua cidade.

Na próxima quarta-feira (26), o TCM irá divulgar oficalmente os gastos com Carnaval dos municípios e as informações sobre a folia.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.