180 pessoas

Evento de ciganos em Catuana reúne comunidade para serviços assistenciais

Organização contou com o apoio do Governo Estadual e da Prefeitura de Caucaia

18:13 · 09.03.2018
ciganos Catuana
O objetivo era inscrever 23 famílias ciganas do Município no Cadastro Único (CadÚnico)

A primeira Ação Integrada da Associação de Preservação da Cultura Cigana de Caucaia (ASPRECCC) registrou cerca de 180 pessoas que utilizaram os serviços promovidos pela parceria com o Governo do Estado e a Prefeitura de Caucaia. 

O objetivo era inscrever 23 famílias ciganas do Município no Cadastro Único (CadÚnico) - sistema criado pelo Governo Federal para reunir informações de famílias em vulnerabilidade social. Cadastrados, os ciganos agora podem requisitar participação em programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida.

Durante a manhã ocorreram três palestras no evento: da Polícia Militar sobre a utilização de psicoativos ilegais; da Secretaria Especial de Políticas Sobre Drogas (SPD) e da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), ambas do Governo estadual, além da temática da violênica doméstica com a psicóloga Renata Célia. 

A SDA entregou kits de incentivo à leitura, além da explicação das possibilidades da população cigana acessar o sistema de participação cidadã.

De acordo com a organização do evento, cerca de 180 pessoas usufruíram dos serviços oferecidos pela Ação Integrada. "Foi tudo bom, gostei das palestras pois servem de alerta e para saber o que vem acontecendo, como uma atualização", afirmou a cigana Marta Serafim. 

Conforme o presidente da ASPRECCC, Rogério Ribeiro, o evento ficará na história de Catuana (a 30km do Centro) e Caucaia. "Com isso, saímos da invisibilidade para a visibilidade. A primeira Ação Integrada da ASPRECCC foi grande; muitas pessoas da comunidade atualizaram suas vacinas, interagiram nas rodas de conversas e palestras, mostramos que não somos inimigos de ninguém, queremos uma Catuana forte e com os programas do Governo aplicados para toda a comunidade", pontuou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.