Reservatórios

Apesar das chuvas de pré-estação, açudes têm aporte total de apenas 7,41%

Até o momento, de acordo com dados da Cogerh, 51 açudes estão com volume morto e 21 secos

12:29 · 24.12.2017 / atualizado às 16:03
Apesar das recentes chuvas, os reservatórios do Estado ainda estão em situação crítica. Os 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), distribuídos em 12 bacias hidrográficas, cuja capacidade total são de 18,64 bilhões de metros cúbicos (m³), apresentam volume de 1,38 bilhão de m³, o que representa apenas 7,41% do total.
 
Atualmente, o volume armazenado de água das bacias está distribuído em:
 
- Litoral (37,90%),
- Alto Jaguaribe (6,47%),
- Coreaú (52,35%),
- Metropolitanas (17,23%),
- Serra da Ibiapaba (20,08%),
- Médio Jaguaribe (2,57%),
- Salgado (9,04%),
- Acaraú (17,39%),
- Banabuiú (2,37%),
- Sertões de Crateús (0,26%),
- Curu (9,28%),
- Baixo Jaguaribe (0,94%).
 
Atualmente, apenas o açude Germinal, em Palmácia, está com volume acima de 90%. Outros 123 reservatórios estão com volume abaixo de 30% no Ceará. 
 
Ao todo, de acordo com dados da Cogerh, 51 açudes estão com volume morto e 21 secos.    
 
Já sangraram os açudes:
 
- Angicos, Itaúna e Tucunduba, da bacia do Coreaú;
- São Pedro Timbaúba, Gameleira e Quandú, da bacia do Litoral;
- Maranguapinho, Itapebussu, Tijuquinha, Cahuipe, Cocó e Germinal, das bacias Metropolitanas;
- Valério e Caldeirões, da bacia do Alto Jaguaribe,
- Acaraú Mirim, da bacia do Acaraú.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.