´Maria raio x´

Mística diz que pode evitar desastre

00:23 · 15.09.2012
Juazeiro do Norte. Um desafio de evitar uma grande catástrofe em 2013, que ela chama de retrocesso marítimo, popularmente alarmado pela mídia como tsunami. É com essa missão que a paranormal Maria do Carmo estará amanhã, em Fortaleza, de frente para o mar, levando o seu pedido final, depois de vários meses de penitência e orações para evitar que o mar chegue a invadir a cidade. Também vidente, a mulher conhecida como Maria Raio X saiu de Juazeiro do Norte, onde mora, juntamente com o escritor e jornalista, Geraldo Barbosa. Ele escreveu um livro, lançado em 2007, sobre a personagem. Por décadas tem sido visitada por pessoas que acreditam nos seus poderes de cura.

A vidente Maria Raio X enfatiza que vinda a Fortaleza pode reverter uma catástrofe. Ela vai agradecer pela intermediação de Jesus foto : Elizângela santos


Sem local e hora divulgados, a vidente deverá estar acompanhada do escritor, e uma equipe de pesquisadores, que realizam um filme sobre a vida da paranormal. Ela chegou a ser tema de matéria no Globo Repórter e em diversos meios de comunicação do Brasil. Depois de uma visão, quando ainda era bem jovem, ela afirma ter sido designada por um homem identificado por Jesus, o Nazareno, para seguir a missão de auxiliar as pessoas.

Maria Raio X, segundo o escritor, chegou a ser bastante requisitada em décadas anteriores, já que havia poucos médicos no interior. Mas, ainda hoje, é raro o dia em que a mulher de 81 anos ainda não receba pessoas em sua casa, na Rua Todos os Santos, na terra do Padre Cícero. São homens e mulheres esperançosos, muitos deles até desenganados pelos médicos, em busca de uma cura milagrosa. Ou pelo menos, que Maria do Carmo identifique, por meio dos seus poderes e olhar além do alcance da maioria das pessoas, que tipo de doença e em que órgão se localiza.

Sair de viagem para outras cidades não é uma prática comum da vidente. A missão especial requer apenas um pedaço de papel. Ela irá anotar uma mensagem em forma de parábola, segundo a paranormal, ditada por Jesus Cristo.

A possível catástrofe que poderá se abater por Fortaleza chegou a ser prevista por videntes e alardeada nos meios de comunicação como maremoto. Maria do Carmo viu antecipadamente o trágico momento, com prédios inteiros sendo levados, inclusive igrejas da cidade. "É algo muito maior do que se imagina", diz. Geraldo Barbosa avaliou o pedido da vidente e decidiu levá-la para cumprir a tarefa de evitar o maremoto. Ela também irá vivenciar um momento de gratidão a Deus. A senhora de olhar diferente e palavras em alguns momentos desconexas afirma conversar com seres de outra dimensão, com uma linguagem diferente dos viventes da terra.

O maremoto previsto para invadir a cidade, segundo informações apregoadas pela mídia, seria uma onda gigante de mais de 80 metros, conforme Geraldo Barbosa. Como serva de Jesus Cristo, dona Maria diz que recebeu a missão de rezar e fazer penitências. A data da ida a Fortaleza só poderia ser depois da festa de Nossa Senhora das Dores, padroeira de Juazeiro.

Geraldo Barbosa, contemporâneo do Padre Cícero e hoje com 88 anos, conhece a mística há mais de 30 anos. Ele escreveu o livro "A um sopro do infinito", em que narra a história da mulher que chegou na sua vida orientada por Deus. Em seu consultório dentário vieram as primeiras impressões de que não se tratava de uma simples mortal. Ela fala dos anjos que a cercam, entre eles ´Cicinho´, o Padre Cícero, fundador de Juazeiro.

Maria do Carmo diz que sua visão está além do que há de normal nas pessoas. "Eu sei ver o outro lado. É diferente. Tudo diferente", diz. Mas ela ressalta que viu mesmo a onda da destruição e de repente franze o rosto. "Só quem pode tirar é o juiz, Jesus. O pai, filho e espírito santo", afirma. A mulher de poderes paranormais anuncia o destino do tsunami, que será levado para um manancial. Na bagagem de ida já levou as três palavras essenciais no processo: fé, confiança e amor.

FIQUE POR DENTRO

Juazeiro inspira e transpira religiosidade

Foi no primeiro dia do advento de 1960, depois de uma cura milagrosa, que Maria protagonizou um possível milagre. Algo a ser estudado. Para o escritor, jornalista, com cursos na área de hipnose e parapsicologia, Geraldo Barbosa, trata-se de algo extraordinário. Traz à lume a história de outra Maria, de 1889. Essa, a de Araújo, que em dois anos expeliu 90 vezes sangue da boca. O milagre foi visto como embuste pela Igreja Católica na época. A partir de estudo da pesquisadora paulista Maria do Carmo Pagan Forti, como um fenômeno parapsicológico. O livro traz casos exemplares de curas. São exemplares de milagres acontecidos em chão onde essa palavra não é estranha. Em Juazeiro do Norte, fundada por padre Cícero, tudo pode acontecer em se tratando de místico, aliado aos mitos que circundam uma terra que inspira e transpira religiosidade.

Mais informações:

Maria do Carmo
Rua Todos os Santos, 297
Centro
Juazeiro do Norte
Cariri


Elizângela Santos
Repórter

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.