Santo Antônio

Homenagens ao padroeiro iniciam-se no domingo

00:00 · 23.05.2018 por Alex Pimentel - Colaborador

Quixeramobim. A partir de domingo os devotos de Santo Antônio começam a render homenagens ao padroeiro no coração geográfico do Ceará. A tradicional carreata de abertura está programada para as 16h, com concentração defronte à Casa Paroquial. No início do percurso os veículos receberão a bênção do pároco Evaldo dos Santos. Ele assumiu sua missão religiosa em Quixeramobim há pouco mais de mês. Às 19h, ele comanda a descida da imagem do altar principal para o início dos festejos.

Barbalha espera 350 mil  para a festa de Santo Antônio 

Quatro dias depois, às 18h, a comunidade religiosa católica participa do hasteamento da bandeira, seguido da Santa Missa, presidida pelo bispo diocesano, dom Ângelo Pignolli, anunciando oficialmente a abertura da segunda maior festa religiosa do Ceará dedicada ao Santo Casamenteiro. No dia seguinte, se iniciam as caminhadas da Igreja Matriz, no Centro, para um bairro da cidade, sempre às 4h30, seguida de missa e partilha. Esse ritual segue até o dia 13 de junho, dedicado a Santo Antônio.

No sábado (2), terceiro dia da trezena, o padre aboiador Adauto Farias celebrará a Missa do Vaqueiro, dedicada aos tangedores de gado da região. Eles chegam montados em seus cavalos, trajados a caráter. Após receberem a bênção, acompanham a celebração recheada de cânticos sertanejos, na voz do celebrante. O momento é considerado um dos mais belos dos festejos.

No domingo seguinte, 10, é a vez do leilão no Barracão de Santo Antônio, ao lado da Igreja Matriz, logo após a missa solene da noite. A quermesse e o parque de diversão animam ainda mais, enquanto dezenas de ambulantes disputam a clientela no entorno da Praça da Matriz, com artigos religiosos e todo tipo de coisa.

A festa chega ao ápice no dia 13, dedicado ao padroeiro. Serão celebradas missas, às 5h, 6h30, 7h30 e a principal delas às 9h, por dom Ângelo Pignolli. Às 16h, uma multidão acompanha a imagem de Santo Antônio pelas principais vias da cidade, em procissão que retorna à Igreja Matriz. Na noite seguinte, o pároco coordena o retorno da imagem ao altar principal.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.