Historiador lança livro sobre cangaço - Regional - Diário do Nordeste

LITERATURA

Historiador lança livro sobre cangaço

14.11.2006

Crato (Sucursal) — “Lampião, Nem Herói, Nem Bandido, a História”. Com este título, o historiador Anildomá Willans de Souza está peregrinando pelos principais centros culturais do Nordeste, apresentando uma nova imagem de Virgulino Ferreira da Silva, mais conhecido como Lampião.

No roteiro de viagem, o escritor pernambucano, nascido em Serra Talhada, conterrâneo, portanto, do “Rei do Cangaço”, incluiu Crato para lançar mais um dos seus quatro livros.

A obra, segundo Anildomá, não tem nenhum compromisso literário, muito menos de concorrer com os grandes escritores que dissecaram a vida do maior cangaceiro do Brasil. Ele contextualiza Lampião e o cangaço no meio e na época em que o fenômeno ocorreu, o Nordeste brasileiro, marcado pela a violência, gerada pela impunidade e a influência dos coronéis que faziam da mira do bacamarte a sua lei.

Dentro dessa visão maniqueísta, o escritor mostra o lado cruel, desumano e covarde de Lampião. É uma coletânea de histórias, como ele próprio diz, colhidas nos terreiros das casas sertanejas, saboreando o café torrado no caco, seguido de uma gostosa baforada de cigarro de palha. Naquele palco rude do sertão, iluminado lê luz da lua, as conversas fluem com toda a naturalidade.

Política, religião, histórias de alma penadas fazem parte do sarau sertanejo que termina, quase sempre, falando sobre Lampião e o Padre Cícero. O livro de Anildomá, com 241 páginas, é um relato fiel dessas conversas, sem esquecer, entretanto o compromisso com a verdade dos fatos reais. Ele justifica que as fantasias criadas pelo imaginário popular estão integradas à história.

O pesquisador nasceu e viveu entre os remanescentes do cangaço. Entrevistou policiais e cangaceiros e consultou os mais renomados escritores do assunto. O livro é resultante dessa convivência e paixão telúrica por Serra Talhada e sua gente. Além de presidente da Fundação “Cabras de Lampião”, Anildomá administra a propriedade que pertenceu à família de Virgulino, localizada a 20 quilômetros de Serra Talhada.




Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999