Garoto diz ter sido atacado por seres extraterrestres - Regional - Diário do Nordeste

Zona Norte

Garoto diz ter sido atacado por seres extraterrestres

02.12.2008

Caso relatado por garotos de Itarema ilustra mais um capítulo da polêmica novela sobre seres extraterrestres

Itarema. A notícia da aparição de objetos voadores não identificados no céu deste município de região litorânea está chamando a atenção até mesmo de especialistas em Ufologia. As aparições ocorrem há mais de um mês. As testemunhas oculares do último fato, registrado no dia 2 de novembro, por volta das 19 horas, seriam três garotos que moram na localidade Córrego do Salgado, distante aproximadamente 25km da sede deste município. Um deles, com idade de 6 anos, chegou em casa com um ferimento abaixo do braço, na axila direita. O garoto de nome Janiel contou para a avó o que tinha acontecido. “Um homem de orelhas grande e unhas de galinha foi quem me atacou e me cortou com um canivete”.

A história contada pelo menino foi confirmada pelo irmão, Gilmário, e o primo, José Felipe. “É verdade o que ele disse, eram dois homens que desceram de um disco, pegaram ele e cortaram o corpo dele, eu vi tudo de cima daquele cajueiro”, disse o primo, acrescentando que não teve como se aproximar mais por que um vento forte o impedia.

O local onde teria aparecido o Objeto Voador Não identificado (OVNI) é uma zona rural completamente desabitada. Nas imediações existem apenas três casas onde moram filhos, genros e netos do agricultor Nelson Ribeiro, 70 anos, que disse que não estava em casa na hora do acontecido, mas foi informado do fato.

“Eu na hora não quis acreditar na história, mas como o meu neto estava cortado e não saia sangue nem nada, né? eu até pensei que ele teria se cortado no arame, mas como, se não sangrava. Daí meu outro netinho mais novo do que ele disse que viu quando dois homens lhe pegaram e um deles tirou um objeto da boca e passou a furar Janiel”, relatou o avô dos garotos.

Relato de casos
Este seria o primeiro caso, com testemunha ocular na região. Mas na cidade há sempre uma pessoa disposta a contar um “causo” de OVNI. O motorista Humberto Sousa Lima, disse para o Diário do Nordeste, que no fim de semana, retornava de Itapipoca, e quando chegou próximo a Itarema, viu um objeto voador de luz forte vindo na sua direção. “Eu achei aquilo estranho. Era uma noite de sábado, o objeto apareceu no céu e em segundos desapareceu. Procurei em todas as direções mais não vi mais nada”, disse Lima.

Raimundo Ribeiro, 33 anos, pai do garoto supostamente atacado por extraterrestres, diz acreditar na história do filho. “Meu filho não estuda, nem vê televisão, como é que ele sabe que aquilo que ele viu descendo céu era uma disco voador. Na noite em que aconteceu passei a madrugada acordado olhando para ele. Estou com muito medo. Até agora não houve mudança no comportamento dele”, afirma o pai.

Sobre o fato, o radialista Benedito de Paula entrevistou várias pessoas. Disse que se interessou pela história do garoto, uma vez que na região é muito comum ouvir relatos dessa natureza. “Aqui acolá a gente escuta pessoas falarem que viram disco voador, que foram seguidos por esses OVNIs. E o caso do menino do Córrego do Salgado é diferente, porque ele foi ferido”, avalia o radialista.

No hospital da cidade, onde o garoto foi atendido e feito a sutura do corte, ninguém quis falar sobre o caso, nem revelar o nome do médico que fez a cirurgia. Na cicatriz no corpo de Janiel, dá pára se contar marcas de nove pontos, resultantes da cirurgia feita.

Centro de Ufologia
O Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica (CSPU) está discutindo os últimos casos ocorridos na região. Desde outubro, membros do CSPU estão realizando encontro para discutir as realidades e as fraudes na Ufologia. Os pesquisadores de Sobral afirmam que, após a ocorrência de abalos sísmicos na região, os relatos de aparições de objetos não identificados aumentaram.

Segundo o radialista Jacinto Pereira, que é presidente do CSPU, a intenção das plenárias é reunir pessoas interessadas na temática e atrair aquelas que tiveram alguma experiência. “Tem gente que tem vergonha de contar. Queremos desmistificar o assunto. A Ufologia tem ganho mais material de pesquisa com a divulgação de informações oficiais em vários países. Por outro lado, a fraude ainda é recorrente”, avalia Pereira, que acrescenta que, “há casos de alguns enganos, como fenômenos naturais que são confundidos com OVNIs. Por exemplo, o planeta Vênus, popularmente chamado de Estrela Dalva. Em determinado período do ano, o tamanho e a luminosidade de Vênus fica mais evidente e, por se destacar no céu, pode ser interpretada como um Objeto Voador Não Identificado”. Outro ponto destacado por Jacinto Pereira é com relação à descrição do ser extraterrestre. Para ele, tem que se comparar o que foi visto com outros casos.

Ele conta haver relatos de extraterrestres que retiraram glândulas de animais, encontrados mortos com marcas diferentes. No caso do garoto de Itarema, o pesquisador acredita haver possibilidade de retirada de alguma glândula, uma vez que o ferimento foi feito numa parte do corpo onde há esse órgão.

WILSON GOMES
Colaborador


Interesse

"Temos interesse no caso. Se possível, vamos fazer um exame médico mais completo do garoto"
Jacinto Pereira
Presidente do CSPU

"Os meninos disseram que um bicho teria pego Janiel e cortado ele todinho. Eram de um disco"
Maria Alessandra dos Santos
Avó do garoto atacado por ET

"A história é de impressionar qualquer pessoa. Em Itarema, há muitos relatos sobre OVNI"
Benedito de Paula
Radialista de Itarema

Mais informações:
Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica
Avenida Dom José, 1361, sala 5
Centro, Sobral (CE)
(88) 3613.1571

Sertão Central

Ufólogo estranha relato de agressividade

Quixadá. Estudioso do assunto há 25 anos, o técnico em eletrônica Robisson Gomes de Alencar, vê com estranheza a nocividade de extraterrestres ao cortarem uma criança no município de Itarema, na região do Baixo Acaraú. O especialista avalia a hipótese dos visitantes intergalácticos terem se sentido ameaçados, reagindo então de forma violenta. Ele defende a regressão hipnótica do garoto como uma opção para esclarecimento do misterioso episódio. Acrescenta que sua equipe é capaz de realizar o processo de controle mental.

Robisson ressalta que estudos científicos apontam para a existência de várias espécies de ETs no mundo galáctico. Diz que, embora possuam estrutura tecnológica para cruzar o universo e até controle telepático, podem existir civilizações menos avançadas, que além de utilizarem os humanos como cobaias ainda sejam agressivos. Mas esse foi o primeiro caso do qual soube da abordagem de um alienígena a uma criança. Do seu conhecimento, até então somente os adultos têm sido abduzidos.

Pelas estimativas do coordenador do Centro Ufológico de Quixadá, aproximadamente 30% da população local já foi raptada por seres de outros planetas. Pelo menos 50 aparições de objetos voadores não identificados (OVNIs) foram registras este ano no Sertão Central, a maioria em Quixadá. Em apenas 1% delas há relatos de contato dos alienígenas com seres humanos. Segundo ele, até o mês passado foram notificados mais de 200 casos no Ceará. “Conseguimos esses dados por meio de outros amigos interessados no assunto”, explica.

O piloto aeronáutico Weliston Rodrigues de Paiva, também estudioso do assunto, acredita que todos os ETs agem com o mesmo propósito, realizar experiências com os habitantes do nosso planeta. Alguns são do bem e outros do mal. Ele destaca a importante contribuição da imprensa brasileira. Somente por meio dela é possível saber sobre parte dos casos que ocorrem no Brasil.

ALEX PIMENTEL
Colaborador

Mais informações:
Centro Ufológico de Quixadá
Pesquisador Robisson Gomes de Alencar
(88) 3414.3386
bobpecas@hotmail.com

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999