SANTANA DO CARIRI

Família cria cidade temática européia

21:40 · 25.10.2003
A arquitetura grega inspirou a construção da casa pertencente ao ex-deputado Iranildo Pereira
A arquitetura grega inspirou a construção da casa pertencente ao ex-deputado Iranildo Pereira ( Antonio Vicelmo )
Santana do Cariri (Sucursal do Crato) - No meio da caatinga seca floresce uma civilização européia. É uma Euroville, localizada no sítio Araporanga, município de Santana do Cariri, onde estão sendo construídos castelos medievais, casas da antiga Grécia, da França, da Itália, capela em estilo barroco, e outros símbolos históricos visitados por turistas do mundo inteiro.

A iniciativa é da família Pereira de Oliveira que reservou um espaço de 3 hectares, no chamado Alto da Fé, para construir o que eles chamam “um sonho de um grupo de seis irmãos que tiveram o privilégio de conhecer e morar na Europa e agora estão transformando os cartões-postais em edificações de pedras, concreto e arte em pleno sertão nordestino”.

A Euroville, segundo o professor universitário José Pereira de Oliveira, é o projeto de uma família do Cariri que quer compartilhar com os seus conterrâneos um pouco da beleza do Velho Mundo, através de reprodução dos mais belos pontos turísticos daquele continente.

O primeiro contato do visitante é com o Castelo de Óbidos de Portugal que tem cerca de 1300 anos. O castelo funcionará como uma sala de recepção e será decorado com objetos portugueses. Por enquanto, a única casa concluída é uma residência da antiga Grécia pertencente ao ex-deputado Iranildo Pereira. A casa branca, com cobertura de alvenaria e escadas do lado de fora que dão acesso a abóbada, é um retrato fiel das antigas residências da Grécia. A idéia, segundo o urbanista e geólogo Francimar Pereira, formado na França, é retratar edificações e ambientes de vários pontos da Europa.

A preocupação é mostrar os aspectos mais diversos dos países visitados pela família, bem como a ambientação. Até o clima será molificado artificialmente. Um moinho-de-vento, localizado no centro da Euroville, que vai gerar energia para as residências, está em construção, bem como a ponte de Lucerne, uma reprodução de um dos mais visitados pontos turísticos da Suíça.

A ponte, que passa por cima de um lago, foi edificada com madeira tosca da região.É uma espécie de passarela que interligará o lago com as residências medievais, através de um teleférico. Quando concluído, uma cerca viva, conduzirá até a entrada do castelo.

O trabalho é lento. Não foi fácil para os diversos pedreiros que passaram pela obra compreenderem, por exemplo, que uma parede concluída, seria derrubada para se transformar em ruínas, reclama o ambientalista Francimar Pereira, que vem acompanhando o assentamento de pedra por pedra, tijolo por tijolo.

O pedreiro Francisco Duarte, conhecido por Lando, garante que entendeu o projeto e já está antevendo os castelos e casas antigas que brotarão de suas mãos.

O ambientalista Francimar, que já morou na França, calcula que o projeto será concluído em julho do próximo ano. O objetivo principal é reunir a família. Mas será aberto um espaço para o público em geral. Será adotado uma espécie de passaporte para os amigos.

Outra idéia é a criação de principado, que fará a entrega de títulos e honrarias com pessoas importantes que serão convidadas a visitar o território dos Pereiras.

Ele também tem como meta a promoção de eventos de caráter educativos, como apresentações folclóricas, exposições, feiras e palestras. Durante estes encontros, serão oferecidas comidas típicas dos países que fazem parte da Euroville.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.