Dragão do Mar

Exposição destaca 'A Nova Cara do Sertão'

A mostra marca os dez anos de atuação da Adel, que promove uma rede de apoio a jovens empreendedores

00:00 · 05.12.2017
Image-0-Artigo-2332851-1
Gilberlane Arruda, de Pentecoste, ingressou no Programa Jovem Empreendedor Rural e decidiu abrir o seu ateliê, já que sabia bordar. Hoje, a receita total mensal do empreendimento é superior a R$ 10 mil ( Foto: Eduardo Queiroz )

Fortaleza. Será aberta, nesta quinta-feira (7), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, a exposição fotográfica "A Nova Cara do Sertão", que retrata a superação de jovens do Interior do Ceará em busca do desenvolvimento regional. Cerca de 1.000 deles em situação de vulnerabilidade foram apoiados e 200 empreendimentos rurais foram criados por meio de projetos da Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel).

A mostra marca os dez anos de atuação da Adel, que promove uma rede de apoio a jovens empreendedores. A instituição também beneficiou três mil agricultores, com a implantação de estratégias para convivência sustentável com o Semiárido. No total, foram mais de cinco mil pessoas de 60 comunidades em 13 municípios no Ceará e em dois no Rio Grande do Norte.

Registros do editor de Fotografia do Diário do Nordeste, Eduardo Queiroz, que foram feitas durante a apuração do DOC "Jovens Empreendedores Rurais", integram a mostra. Ao todo, são 50 fotos que reproduzem a persistência de empreendedores no Interior, no desenvolvimento de negócios que impulsionam a economia regional.

A exposição, que é gratuita, tem como curador o fotógrafo e pesquisador Silas de Paul. O principal objetivo é dar visibilidade ao trabalho de agricultores nas comunidades rurais e de jovens que, na contramão do êxodo rural, retornam aos seus municípios depois de formados e aplicam todo o conhecimento adquirido em empreendimentos que contribuem com o desenvolvimento da comunidade. "A gente quer mostrar que, mesmo diante das dificuldades e escassez do sertão, há potencialidade. Há jovens que querem ficar e eles precisam de oportunidades", ressalta uma das cofundadoras e diretora de Comunicação da Adel, Eveline Abreu.

Os registros são de autoria dos fotógrafos Drawlio Joca, Tamires Kopp, Eduardo Queiroz, Renato Stockler e Lia de Paula, que captaram momentos que contam um pouco da trajetória da Adel. Para Gláucio Gomes, diretor de Desenvolvimento da Adel, as imagens representam, ainda, a beleza do sertão, os exemplos de resiliência, cooperação e a potencialidade das comunidades rurais.

Trata-se de uma organização sem fins lucrativos, localizada na cidade de Pentecoste, no Interior do Estado do Ceará, que além de atuar na própria região, desenvolve projetos nos municípios cearenses de Apuiarés, General Sampaio, Tejuçuoca, São Luís do Curu, Paracuru, Umirim, Sobral, Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Amontada, Nova Jaguaribara e Itarema. A instituição também atua no Estado do Rio Grande do Norte, nas cidades de João Câmara e São Miguel do Gostoso.

Ela Foi criada em 2007, por jovens filhos de agricultores que conseguiram se formar na Capital do Ceará, mas que tinham o desejo de voltar para as suas comunidades rurais e aplicar os conhecimentos adquiridos.

Hoje, Adel é referência no País com estratégias de desenvolvimento no meio rural. Seu trabalho foca na aliança entre quatro componentes que formam uma verdadeira rede de apoio aos novos empreendedores: conhecimento (por meio de oficinas, assistência e consultoria técnica), crédito orientado (oferta de pequenos empréstimos), redes cooperativas (arranjos produtivos e comerciais) e tecnologias da informação (tecnologias socioambientais).

Mais informações:

Exposição 'A Nova Cara do Sertão'
Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura - Multigaleria
Visitação: 8/12 a 7/1 (terça a domingo)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.