Feriado pode mudar

Documento revela real data de nascimento do Pe. Cícero

00:00 · 12.01.2018 por Antonio Rodrigues - Colaborador
Image-0-Artigo-2348995-1
O registro de batismo comprova que o Padre Cícero nasceu no dia 23 de março de 1844

Juazeiro do Norte. A população deste Município do Cariri cearense foi surpreendida, na última quarta-feira (10), com o compartilhamento do registro de batismo do Padre Cícero Romão Batista. Após investigação, na internet, os pesquisadores Daniel Walker e Renato Casimiro chegaram ao Livro de Batismo da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, em Crato. O documento comprova que Padre Cícero nasceu no dia 23 de março de 1844, embora seu aniversário seja comemorado, inclusive com feriado municipal, no dia 24.

Na época, não havia o registro de nascimento atual, feito no hospital, pelo médico, e autenticado em cartório. Tudo era feito pela Igreja. O arquivo histórico está no "Livro de Batizados Crato, 1843 a 1845", na folha 61, que, após estudo da caligrafia do documento, escrito no dia 8 de abril de 1844, data do batismo, se chegou ao erro. Segundo o pesquisador Daniel Walker, eles já sabiam que o pároco havia nascido no dia 23 de março pelas informações dos livros, mas agora está comprovado.

"Ninguém sabe explicar a razão disso, nem o Padre Cícero mesmo explicou. Esse documento já existia na Diocese do Crato, faz parte do livro da Paróquia, mas a gente não tinha acesso fácil. Agora, os documentos da Diocese foram digitalizados e nós conseguimos localizar. Tínhamos interesse de ter a cópia", explica o pesquisador.

Mudança

Para Daniel Walker, mesmo com a comprovação, não vai ter impacto na cidade e a data - 23 de março - não tem importância do ponto de vista histórico. "A data (24 de março) já está conhecida. Ele mesmo, desde criança, comemorava nesse dia", completa.

Enquanto isso, o padre Cícero José da Silva, pároco da Basílica de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte, acredita que isso não irá afetar as festas de aniversário e os romeiros. "As pessoas vão ao encontro do Cristo que o Padre Cícero seguiu. A expressão de amor é por ele e não pela data. É pelo grande sacerdote que ele foi", destaca.

Mas, para a Prefeitura de Juazeiro do Norte é diferente. O secretário de Turismo e Romaria de Juazeiro do Norte, Júnior Feitosa, disse que foi surpreendido pela notícia, mas que, em reunião com religiosos, ficou de ser discutida uma possível mudança na data do feriado municipal. Será feito um debate mais amplo, envolvendo os Poderes Legislativo e Executivo local.

Hipóteses

Para o escritor Otacílio Anselmo, em seu livro "Padre Cícero, Mito e Realidade", o sacerdote, por vaidade, escolheu adiar seu aniversário para o dia 24, pois é véspera do dia da Anunciação de Nossa Senhora: 25 de março. Daniel Walker não concorda, pois, desde a infância, antes de se tornar popular, ele já comemorava na data. Já o historiador Amando Rafael acredita que o vigário de Crato, Manuel Joaquim Aires do Nascimento, tenha se atrapalhado, antecipando um dia, algo comum na época.

O Registro Civil, como conhecemos hoje, só foi criado 30 anos após o batismo do Padre Cícero, por isso, era comum erros de grafia. Seu pai, Joaquim Romão Batista Meraíba, por exemplo, teve seu sobrenome escrito como "Mirabeau", "Mirabô". "Naquela época em que se escrevia a bico de pena (usando um tinteiro e mata-borrão para secar a tinta) as pessoas escolhiam um dia ou uma hora para registro", completa o historiador.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.