Ibiapaba

Comitê analisa a situação hídrica

Segundo o Portal Hidrológico do Ceará, o açude opera hoje com 21,9% de seu volume total ( Foto: Marcelino Júnior )
00:00 · 14.11.2017 por Marcelino Júnior - Colaborador

Ubajara. Os moradores deste Município da Serra da Ibiapaba, receberam, ontem, o Comitê Integrado de Convivência com a Seca. O colegiado, presidido pelo titular da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDE), Dedé Teixeira, apresentou o balanço das reservas hídricas da região, que é composta por nove municípios. A população, que depende exclusivamente das águas do Açude Jaburu, também ficou a par das perspectivas para a próxima quadra chuvosa do Estado.

Construído em 1983, entre Tianguá e Ubajara, o Jaburu é responsável por toda a oferta de água da Serra, ou seja, cerca de 320 mil habitantes. Segundo o Portal Hidrológico do Ceará, o açude opera hoje com 21,9% de seu volume total, tendo acumulado apenas 6% como resultado do período chuvoso deste ano.

Segundo o agricultor Joaquim Aristides, 57, uma das soluções para avançar a produção rural em meio à baixa recarga de chuvas, seria construir pequenas barragens, por meio de parcerias público-privadas. "Assim reteríamos a água dos nossos rios antes de chegarem ao Piauí", afirmou o agricultor, após saber mais sobre as obras estruturantes realizadas pelo Governo do Ceará, em prol da agricultura, como o Mapeamento do Solo, pelo Projeto São José, e a entrega do Projeto Navio Pirata, equipamento que apresenta, em detalhes, a influência do aquecimento das águas do Oceano Atlântico no clima cearense.

Previsões

Para a supervisora do Núcleo de Meteorologia da Funceme, Meire Sakamoto, "quanto mais conhecermos o Oceano Atlântico, mais poderemos oferecer uma previsão com maior grau de certeza. O quadro climático atual não é certeza de chuva. A situação do Pacífico, agora, lembra o início do atual período de seca, entre 2011 e 2012", alerta.

Segundo o secretário do Desenvolvimento Agrário (SDE), Dedé Teixeira, "a ideia principal é transformar os agricultores e os demais atores sociais em sujeitos que opinam e interferem no futuro do Estado".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.