Meteorologia

Chuvas têm a intensidade reduzida, mas permanecem

00:00 · 05.04.2018 / atualizado às 00:27 por Alex Pimentel - Colaborador

Quixadá. Apesar de o volume das chuvas ter se reduzido no intervalo das 7h de terça-feira para as 7h de ontem, diminuindo se comparado aos dias anteriores, a sequencia de precipitações no Estado vem se mantendo. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu em 57 municípios. O maior volume foi registrado em Quixeramobim (63mm). Entretanto, a região Norte foi a mais banhada, seguida do Sertão dos Inhamuns e Vale do Jaguaribe. Esse quadro deve se manter hoje, com nebulosidade variável e eventos de chuva em todas as regiões.

Aumentou para 1,68 bi de m³ (9%) a carga dos 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) no Ceará. Ontem, a Companhia registrou aporte em 82 reservatórios. Nove açudes estão sangrando, mas 109 permanecem abaixo dos 30%, sendo 32 no volume morto e 24 secos. O Castanhão, maior do Estado, continua com 3,96%; enquanto o segundo, Orós, acumula apenas 6,35% do seu volume; já o do Banabuiú, no Sertão Central, terceiro maior, com 0,44% de água, está no volume morto desde 2015.

Mesmo assim, na região, várias barragens começaram a transbordar. Esse é o caso da Barragem do Ruão, no Sítio Boa Esperança, distrito de Mineirolândia, a 18Km do Centro de Pedra Branca. No fim da tarde de terça-feira a lâmina d'água passou a cortar a muralha da represa formada no rio Patu, nas proximidades da comunidade que estava sem água deste janeiro passado. Muitos moradores correram para registrar.

arte

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.