Pré-estação

Choveu em 51 municípios do Ceará

00:00 · 10.01.2018

Iguatu. As chuvas de pré-estação continuam banhando o Ceará. São precipitações localizadas e de reduzida pluviometria, em sua maioria. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou entre as 7h de segunda-feira e 7h de ontem, chuva em 51 municípios. As três maiores foram em Beberibe (60mm), Lavras da Mangabeira e Iracema (30mm).

Segundo a Funceme, as últimas chuvas que banham municípios cearenses decorrem da presença de um sistema meteorológico denominado Vórtice Ciclônico de Altos Níveis, de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12Km de altura. Para hoje e amanhã, há nebulosidade variável com possibilidade de chuva em todas as regiões.

A capital cearense registrou chuva durante toda a madrugada, mas de reduzida pluviometria, 3.2mm. Pela manhã, teve chuva suficiente para gerar transtornos no trânsito, semáforos parados e engarrafamento.

Segundo o meteorologista da Funceme, David Ferran, as chuvas mais intensas atingiram municípios do Litoral Leste cearense por causa do posicionamento do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis. Lavras da Mangabeira registrou 30mm, a segunda maior precipitação. No campo, os agricultores mostram-se preocupados com a possibilidade de ocorrência de mais um ano com chuvas abaixo da média. Após divulgação de prognóstico do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), anteontem, pela imprensa, os produtores rurais temem o agravamento da seca que castiga o sertão desde 2012.

"A situação está piorando. Quem tem gado está com enorme dificuldade para alimentar o rebanho e não tem para quem vender os animais porque outros criadores também estão em situação semelhante. Essas chuvas de agora lavou os terrenos, retirou o capim, seco, e é preciso continuar para renascer o pasto nativo", disse o produtor Geraldo Chaves. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.