Centro de Referência à Mulher - Regional - Diário do Nordeste

INAUGURAÇÃO EM IGUATU

Centro de Referência à Mulher

25.08.2010

Nos quatro primeiros dias de funcionamento, o Centro de Atendimento à Mulher já atendeu cerca de 20 mulheres

Iguatu. Esta é a segunda cidade do Interior do Ceará a implantar um moderno Centro de Referência e Atendimento à Mulher. A unidade foi inaugurada há cinco dias e já começa a realizar os seus primeiros atendimentos. O projeto da Prefeitura em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República oferece assistência social, psicológica, jurídica e de saúde às mulheres em situação de vulnerabilidade.

No Brasil, há poucos serviços de atendimento à mulher vítima de violência física ou psicológica. Nos últimos anos houve avanço na criação de políticas públicas e de legislação para proteger a mulher, graças à mobilização e esforço dos movimentos feministas, mas a maioria nasce sob o enfoque criminalista. Falta, entretanto, suporte para tirar os projetos do papel e ampliar a rede de proteção feminina. O Centro de Referência da Mulher tem o papel de oferecer assistência, orientação e apoio não apenas à mulher, mas à família e sempre que possível buscar a conciliação, o apoio do companheiro.

Nos quatro primeiros dias de funcionamento, a unidade já atendeu cerca de 20 mulheres. As principais queixas referem-se aos problemas familiares, dificuldades de relacionamento com os filhos, com o marido ou companheiro, consumo de droga, falta de moradia e de emprego. "Por enquanto, não tivemos registro de queixa de violência", disse a diretora, Liduína Barbosa. "São os primeiros dias de trabalho e aos poucos a comunidade toma conhecimento".

No período de julho de 2005 a julho de 2010, a Secretaria de Ação Social relacionou cerca de mil casos de violência física sofrida por mulheres neste Município. "Foram dados colhidos na própria Secretaria e na Delegacia de Defesa da Mulher. É um número considerável".

O Centro de Referência da Mulher, pelo menos inicialmente, terá atendimento municipalizado. "Já fomos procurados por mulheres de outros municípios da região, mas encaminhamos para o setor responsável na cidade de origem, porque não temos abrangência regional". O funcionamento é nos três turnos e conta com equipe multiprofissional. A assistente social, Christiane de Lima Rodrigues, disse que no Brasil só existem oito unidades especializadas no atendimento à mulher nos moldes do Centro de Referência implantado pela Secretaria de Política para as Mulheres da Presidência da República. "No Ceará, temos uma em Fortaleza e outra em Quixadá", relacionou. "Vamos precisar em breve de um abrigo, uma casa, para atender aquelas mulheres vítimas de violência e que vivenciam situação de risco e ameaça".

O Centro vai trabalhar em parceria com a Delegacia de Defesa da Mulher, Ministério Público, Defensoria Pública e Secretaria de Saúde. "É uma unidade de fundamental importância para o Município, que vai fortalecer as políticas públicas em defesa da mulher", frisou Christiane. "As mulheres devem ser tratadas com respeito, dignidade e precisamos resgatar os valores familiares". Para a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Maria Barbosa Silva, o Centro terá de desenvolver ações de assistência e prevenção da violência contra a mulher. "Não podemos agir só após a ocorrência de agressão física ou psicológica. Os profissionais deverão trabalhar de forma ampla e eficaz".

Orientação

"Essa unidade orienta e apoia mulheres vítimas de violência física e psicológica"
Liduína Barbosa
Diretora

"É um espaço que consolida políticas públicas de proteção à mulher"
Christiane Rodrigues
Assistente social

"A maioria das mulheres teme denunciar o companheiro e precisa assistência"
Maria Barbosa
Presidente do Conselho de Direitos da Mulher

MAIS INFORMAÇÕES
Secretaria de Ação Social de Iguatu
(88) 3510. 1650
(88) 9290. 0765


Honório Barbosa
Repórter

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999