BNB lança edital para ações de combate à desertificação - Regional - Diário do Nordeste

convivência com o semiárido

BNB lança edital para ações de combate à desertificação

02.01.2014

O Banco apoiará os projetos de pesquisa e difusão de tecnologias voltados à situação no semiárido nordestino

Iguatu. Qual a sua ideia para a convivência e controle à desertificação na região Nordestina? No período de 27 de janeiro a 25 de abril, o Banco do Nordeste (BNB) lançará edital de apoio a projetos de pesquisa e difusão de tecnologias de combate à desertificação no semiárido. Serão disponibilizados R$ 3 milhões, a fundo perdido. Os recursos são oriundos do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundeci).

Os projetos devem ser aplicáveis à região semiárida da área do BNB (Região Nordeste, e norte dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo) FOTO: CID BARBOSA

O Fundo é gerido pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão vinculado ao BNB. É uma iniciativa pioneira no fomento à pesquisa e à difusão de tecnologias direcionadas às atividades produtivas. Dessa forma procura contribuir para a superação de gargalos do setor produtivo e para a diminuição do risco operacional do Banco.

O gerente de Ambiente de Programas Especiais e de Fundos de Pesquisa do BNB, Antonio Roberto Albuquerque Silva, destacou a importância da pesquisa. "Contribui para o desenvolvimento do semiárido brasileiro e para a mitigação de riscos de operações de crédito realizadas nessa região, que é prioritária para as aplicações do Banco"

Os projetos devem ser aplicáveis à região semiárida da área de atuação do BNB (Região Nordeste, e norte dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo). Segundo o edital, as linhas de pesquisa referem-se à conservação, recuperação, monitoramento e mitigação da desertificação e convivência com o semiárido.

Investimento

O valor de cada projeto aprovado não pode ser inferior a R$ 50 mil nem superar o teto de R$ 300 mil, assegurando-se pelo menos 40% dos recursos para projetos de difusão.

O objetivo do Banco em apoiar projetos de pesquisa e difusão de tecnologias de combate à desertificação no semiárido é o desenvolvimento, a validação e a difusão de tecnologias compatíveis com as peculiaridades regionais, em particular dos aspectos econômicos, sociais e culturais do setor produtivo.

As propostas deverão ser apresentadas, exclusivamente via Internet. Para isso, deve-se utilizar o sistema de gerenciamento de convênios, localizado no endereço http://www.bnb.gov.br/fundeci. A divulgação do resultado da pré-seleção está prevista para 30 de junho de 2014.

Assistência

O governo do Estado vai liberar R$ 22 milhões para serem aplicados no desenvolvimento de ações da Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Estado (Ematerce). A decisão foi anunciada na mais recente reunião do Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários.

Serão liberados R$ 11 milhões para pagar os agentes do programa Agente Rural e outro montante de igual valor para o pagamento dos 681 agentes rurais de nível médio e superior do Programa do Pacto Federativo, convênio entre o Estado e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que visa também inaugurar escritórios da Ematerce e equipá-los.

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado, Nelson Martins, observou que os investimentos feitos nos programas vão assegurar a ampliação das práticas de assistência técnica rural. "Isso vai nos permitir até o meio do ano, inaugurar mais 24 escritórios da Ematerce. Vamos universalizar a assistência técnica rural em todos os municípios do Estado".

Ele acrescentou ainda que o apoio do MDA e das prefeituras é substancial nesse novo modelo de escritórios segundo o pacto federativo. Os municípios cedem a estrutura física, fazem a manutenção e o MDA fornece os carros, as motos, os computadores e a mobília dos escritórios.

Em 2013, foram inauguradas 58 unidades. O programa foi implantado em 2010. As unidades implantadas por meio do Pacto Federativo ocorrem somente nos municípios abrangidos pelos Territórios da Cidadania.

Martins frisou a parceria entre as Prefeituras e o governo Federal. "Quando se trabalha em parceria os objetivos são alcançados mais facilmente", observou o titular da SDA.

Ausência

Na região Centro-Sul, enquadrada no Território Rural, não é atendida pelo Pacto Federativo. Três municípios cearenses ainda não dispõem de escritórios da Ematerce: Catarina, Orós e Quixelô. Apesar do governo do Estado ampliar a assistência técnica por meio de contratação de agentes rurais como bolsistas, o modelo é alvo de críticas.

"Esses técnicos são inexperientes, ficam apenas três anos e quando adquirem conhecimentos são substituídos por novos bolsistas. Na prática, a assistência técnica rural é muito aquém da necessidade", avaliou o produtor rural, Carlos Vieira.

HONÓRIO BARBOSA
REPÓRTER

ACB dissemina novo tipo de cisterna

Crato. nova tecnologia de cisternas implementada no Cariri, a Chapéu de Padre Cícero, será alvo de projeto voltado para a capacitação de jovens de quatro municípios da região, no intuito de promover a permanência do jovem no campo e minimizar o êxodo rural de pessoas nessa faixa etária. O projeto Jovens Famílias Produtivas no Cariri, com apoio da Petrobras, será lançado esse mês na região, com execução da Associação Cristã de Base (ACB). O projeto é pioneiro na região.

Denominada “Chapéu de Padre Cícero”, o reservatório é uma tecnologia de convivência com a região semiárida foto: Elizângela Santos

A ACB é a responsável pelo desenvolvimento do novo método de cisternas, recentemente adotado como tecnologia social pelo Banco do Brasil, que passou a financiar o equipamento. Desde 2010 que a cisterna Padre Cícero vem sendo experimentada na região, iniciando pelo município de Nova Olinda, em comunidades produtivas. A ideia é poder aproveitar os pequenos espaços de terra dos agricultores, com áreas de menor cobertura de cimento, como acontece com a cisterna calçadão mais ampliada, e poder possibilitar uma área maior de cultivo no entorno, com as hortaliças, por exemplo. O formado de cone da cisterna possibilita a captação da água no seu entorno.

Conforme a diretora executiva da ACB, Socorro Silva, esse é um novo desafio para a entidade, que envolverá vários técnicos. Segundo ela, a iniciativa tem o objetivo de capacitar os jovens, não apenas do ponto de vista técnico, para a implementação das cisternas, mas dar condições necessárias, por meio de várias capacitações, de promover o protagonismo juvenil nas comunidades mapeadas pelo projeto.

Serão atendidas as cidades de Crato, Santana do Cariri, Nova Olinda e Milagres, com 77 famílias beneficiadas. Estarão inseridos cerca de 170 jovens, além de 154 adultos e mais de 50 idosos com mais de 60 anos, mas mantendo o foco principalmente para jovens de 18 a 29 anos. A finalidade é atender em dois anos, 374 pessoas, em 26 comunidades.

O projeto, conforme a diretora executiva, foi desenvolvido em 2012, a partir de uma preocupação dos técnicos da entidade, com a evasão dos jovens do campo, e sua participação em entidades das comunidades, como os sindicatos de agricultores as associações comunitárias. Essa evasão no campo nasce a partir da falta de perspectiva que os jovens estão tendo, segundo Socorro Silva. Ela afirma que o projeto tem a finalidade de proporcionar mais produção e renda, por meio da sensibilização dos jovens e seus familiares.

Outro aspecto que será trabalhado é o turismo rural, na comunidade de Chico Gomes, em Crato. Além disso, está proposto no projeto a criação de uma feira voltada para a comercialização dos produtos a serem cultivados pelos jovens, que insere desde a cultura de hortifrutigranjeiros, à extração de mel de abelha, com orientação produtiva da entidade, e também criação de pequenos animais, como a galinha de caipira. O projeto, que estará sendo executado por dois anos, permite o acompanhamento, desde o diagnóstico, com a inserção de jovens com potencial produtivo, capacitações com orientações técnicas e fornecimento de material, para a produção das cisternas. A etapa seguinte trará condições de como armazenar e aproveitar melhor a água disponível nas cisternas para a produção.

Elizângela Santos
Repórter

Mais informações

Associação Cristã de Base(ACB)
Rua dos Cariris,61
Centro–Crato
Região do Cariri
Telefone: (88)3521.3005




Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999