Fé e forró

Barbalha anuncia maior Festa de Santo Antônio

00:00 · 04.05.2018

Barbalha. Anunciada pela Prefeitura como "a maior festa de Santo Antônio do mundo", na última quarta-feira (2), os festejos do padroeiro deste Município do Cariri cearense prometem animar a região.

Ao todo, serão 19 dias de festa, reunindo forró pé de serra, forró eletrônico e sertanejo. São mais de 40 shows musicais e diversas apresentações culturais. Um recorde para a festa, que começa com a "Noite das Solteironas", em 26 de maio, e será encerrado com a quermesse, no dia 13 de junho.

No dia do tradicional cortejo e hasteamento do Pau da Bandeira, no domingo, no próximo dia 27 de maio, o Centro Histórico será tomado pelos moradores da cidade e visitantes. Acontecerá, também, a missa festiva, a cavalgada e apresentações de grupos tradicionais. Quatro palcos espalhados por Barbalha terão shows gratuitos. Por isso, todas as entradas para a Festa terão forte esquema de segurança, com revista para busca de armas.

No dia do Pau da Bandeira, domingo (27), os shows são abertos, mas, ao longo da semana a Festa de Santo Antônio de Barbalha se concentra no Parque da Cidade e trará nomes como Aviões do Forró, Wesley Safadão, Leo Magalhães e Bel Marques.

"Todos os hotéis estão lotados. Quem quiser vir, vai ter que ficar em Juazeiro", garante o prefeito Argemiro Sampaio. Moradores de Barbalha terão acesso gratuito, com o ingresso social, mediante cadastros.

Mudança

Segundo Argemiro Sampaio, a Festa de Santo Antônio foi elevada em todos os sentidos e, gradativamente, a Prefeitura vai deixando de gastar seus recursos, conseguindo apoio de parceiros. Ele destaca, principalmente, os investimentos do Ministério do Turismo e do Ministério da Cultura. "A gente hoje está fazendo uma festa que, há quatro anos, seria um sonho para o barbalhense. Além de tudo, gratuito para nosso povo. Em alguns anos, a festa será sustentável", garante.

Simpósio

Além dos shows, terá um simpósio para discutir a festa e sua preservação como patrimônio imaterial tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) e um casamento coletivo que reunirá 15 casais em homenagem ao Santo Casamenteiro.

Já no Engenho Tupinambá, uma feira de artesanato com produtos locais estará disponível para os visitantes. "No ano passado, fizemos uma feira modesta e vendemos R$ 1,5 milhão. Nós estamos com a expectativa de vender R$ 4,5 milhões", projeta o prefeito.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.