Otimismo

Banabuiú limpa açudes para chegada da quadra chuvosa

Nos pequenos açudes do Município, o trabalho de limpeza começou a ser executado no início de dezembro do ano passado ( Foto: Alex Pimentel )
00:00 · 18.01.2018 por Alex Pimentel - Colaborador

Banabuiú. Os anos seguidos de chuvas abaixo da média estão demandando ações diversas às vésperas da divulgação, pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), do prognóstico da quadra chuvosa deste ano no Estado do Ceará, marcada para a próxima segunda-feira (22).

Ao mesmo tempo em que, na capital, a Defesa Civil do Estado anuncia o recebimento de credenciamento para a Operação Pipa, realizada pelo Fundo de Defesa Civil do Estado do Ceará (FDCC); em Banabuiú, no Sertão Central, a Secretaria de Agricultura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente do Município iniciou a limpeza dos açudes.

Enquanto a Defesa Civil do Ceará se prepara para assegurar o atendimento emergencial de 95 municípios em situação de emergência por conta da estiagem prolongada, com abastecimento feito por carros-pipa, em Banabuiú, onde a pesca no Açude Arrojado Lisboa - atualmente com 0,47% do seu volume - tem forte viés econômico, máquinas estão limpando os açudes das comunidades rurais. A expectativa é de boas chuvas com recarga considerável na maioria deles.

O cadastramento dos pipeiros para realizar serviço de coleta, transporte e distribuição de água tratada, para consumo humano, por meio de caminhão tipo tanque, conhecido popularmente como carro-pipa, começa na terça-feira. Eles deverão entregar, pessoalmente, suas propostas exclusivamente na sede da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), em Fortaleza. O resultado da solicitação de credenciamento, bem como os comunicados de sorteio de rotas e convocações, serão divulgados no sítio eletrônico www.defesacivil.ce.gov.br.

No caso dos pequenos açudes de Banabuiú, a iniciativa é custeada com recursos próprios, e começou a ser executada no início de dezembro do ano passado. As localidades de Tanquinhos, Jurema Velha, Taperi e Valença I já receberam a ação.

Equipamentos pesados limpam os açudes, retirando rejeitos e dejetos acumulados, além de matos e pedregulhos, explicou o prefeito Edinho Nobre. Em razão de ser engenheiro agrônomo e já ter trabalhado na Ematerce, ele afirma conhecer as necessidades do produtor rural.

Havendo boas chuvas na região, apesar de o Arrojado Lisboa (Banabuiú) não acumular volume considerável, os pequenos reservatórios poderão até encher. A água pode ser captada com mais qualidade e apta para o consumo humano, além de auxiliar na lavoura e na manutenção da vida animal.

As terras dos produtores rurais também estão sendo aradas, acrescentou o gestor municipal, não escondendo o seu otimismo com a chegada das chuvas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.