PROGRAMA FEDERAL

Alunos de Quixadá recebem laptops

01:53 · 05.05.2011
( )
Alunos testam e aprovam a novidade de utilizar laptops durante às aulas. Em breve, terão acesso à internet
Alunos testam e aprovam a novidade de utilizar laptops durante às aulas. Em breve, terão acesso à internet ( )
Localizada no Sítio Nova Aurora, em Quixadá, escola estadual recebe projeto de Inclusão digital

Quixadá Adolescentes da zona rural de Quixadá não têm apenas lápis, canetas, borrachas, livros e cadernos sobre suas carteiras. Desde a última terça-feira, eles passaram a utilizar também computadores portáteis, laptops, na sala de aula. São alunos da Escola José Martins Rodrigues. A unidade de ensino da rede estadual é uma das primeiras contempladas com o programa piloto do Governo Federal "Um Computador por Aluno" (Prouca). O lançamento oficial aconteceu na escola sede integrada por mais três polo educacionais.

Preliminarmente 184 alunos da escola sede passam a utilizar o novo acessório tecnológico nas aulas. Em seguida o acesso à rede mundial de computadores (web) será estendido às comunidades de Custódio, Sabonete e Riacho Verde, onde estudam as outras turmas do ensino médio. Mais 209 alunos serão beneficiados. Eles aguardam a implantação da conexão virtual do projeto coordenado pelo Instituto UFC Virtual. Enquanto o sinal não chega, se deslocam à escola sede para aproveitarem o novo incremento didático.

Foram quatro meses de adaptação à novidade. Professores e gestores dos Núcleos de Tecnologia na Educação (NTE) foram capacitados pelo Instituto UFC Virtual. Conforme a professora do NTE de Quixadá, Meyre Menezes Lino, o projeto piloto pretende criar e socializar novas formas de utilização das tecnologias digitais nas escolas públicas brasileiras.

Enquete
Novidade

"Depois do fogo, da roda, a internet e é uma das maiores invenções da humanidade. Compartilhar essa tecnologia é um feito" Valdery Sampaio, 32 ANOS, Professor de História

"Dentro e fora da escola, aulas assim ajudam a ensinar e a fazer amizades por meio da internet. Eu não imaginava algo assim" Roberta Araújo Sobrinho, 15 anos, Aluna


Alex Pimentel
Colaborador

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.