Sem atividades na Câmara

Vereadores atuam para viabilizar candidaturas à AL

01:00 · 12.01.2018
Image-0-Artigo-2348944-1
Atividades da Câmara Municipal só serão retomadas em fevereiro. Até lá, alguns vereadores investem em agendas de olho no pleito deste ano ( Foto: Fabiane de Paula )

O período de recesso parlamentar tornou-se uma oportunidade para os vereadores pré-candidatos à disputa eleitoral deste ano tentarem viabilizar seus nomes. Vários aproveitam o período para visitar as bases e negociar o lançamento de seus nomes para a Assembleia Legislativa.

Guilherme Sampaio (PT) declara que vem desde maio de 2017 fazendo reuniões sobre o assunto. Mensalmente, ele tem separado um fim de semana para fazer visitas a diferentes regiões do Ceará. "Já visitamos cerca de 50 municípios", diz. Ainda faltam, segundo ele, Inhamuns, Região Norte e Sertão Central.

O parlamentar, que foi secretário estadual de Cultura durante o primeiro ano do Governo Camilo Santana (PT), diz que a área tem sido uma de suas principais vias de penetração no Interior do Estado. A outra via, segundo Sampaio, centra-se no partido e nas articulações em torno da defesa do ex-presidente Lula, que será julgado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no próximo dia 24.

Entretanto, de acordo com o presidente do PT em Fortaleza, o vereador Acrísio Sena, a pauta tem consumido todos os esforços do partido. Além disso, de acordo com ele, o recesso parlamentar faz de janeiro "um mês desmobilizador".

Julierme Sena (PR), outro vereador pré-candidato à Assembleia, aproveita o período de recesso para visitar sua base, a Polícia Civil. Ele afirma que, a partir da próxima semana, deve visitar delegacias pela Região Metropolitana de Fortaleza. Anteriormente, municípios do litoral, como Beberibe e Aquiraz, também receberam o parlamentar.

Segundo Julierme, os encontros foram com outros policiais vereadores e com lideranças sem ligação com a segurança pública. A via de aproximação com as regiões é a Polícia Civil.

Já o primeiro vice-presidente da Câmara, Adail Jr. (PDT), declara que tem buscado viabilizar seu nome a partir do próprio mandato. Apesar de ter ligação familiar com lideranças no município de Saboeiro, ele afirma que deve concentrar sua atuação na região do Antônio Bezerra, onde é uma liderança comunitária.

Presidente

O presidente da Casa, Salmito Filho (PDT), por sua vez, articula uma coalização entre os próprios vereadores. "O que tenho feito é conversar com colegas vereadores, lideranças políticas, líderes de opinião, e apresentado a minha pretensão", declara.

Em dezembro, ele organizou plenária de seu mandato que contou com o apoio de vários colegas de Câmara, como Portinho (PRTB), John Monteiro (PDT), Célio Studart (SD) e Raimundo Filho (PRTB). De acordo com Eron, vários, incluindo ele próprio, comprometeram-se com a candidatura do pedetista.

Salmito, porém, destaca que ainda se trata de uma pré-candidatura. "No momento certo, iremos colocar essa nossa pretensão para que, se tudo der certo, ela vire, de fato, uma candidatura", afirma. Neste mês, o vereador visita municípios para tentar viabilizar seu nome.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.