PROBLEMAS DO ESTADO

Vereador quer os deputados discutindo outras ações

04:11 · 09.10.2007
Nos últimos meses a Assembléia Legislativa tem sido palco de constantes discussões sobre assuntos relacionados à Prefeitura de Fortaleza. Semanalmente parlamentares do PSDB ocupam a tribuna daquela Casa para desferir críticas à administração Luizianne Lins (PT). O presidente da Câmara Municipal, vereador Tin Gomes (PHS), reconhece a legitimidade do debate travado no Legislativo estadual, mas critica a motivação para os discursos acalorados. Para ele, as investidas visam desgastar Luizianne.

Na avaliação dele, os assuntos de Fortaleza levados à Assembléia não têm como real motivação a discussão dos problemas da cidade. Visam apenas desestabilizar a petista, adversária potencial do PSDB na eleição de 2008. “Se esse tratamento com Fortaleza fosse o mesmo todos os anos seria importante essa discussão, mas não é, o que denota que é uma discussão pré-eleitoral, para desgastar a prefeita”, reprovou Tin Gomes.

Bíblia

Na avaliação dele, enquanto alguns parlamentares priorizam na Assembléia os ataques à administração municipal, os problemas do Estado não estão sendo tratados naquela Casa como deveriam. “Eu lamento, porque existem problemas muito sérios no Estado que eles têm obrigação de discutir”, enfatizou. Dentre eles o vereador citou a crise na saúde, a falta de qualidade na educação e os problemas na segurança pública do Estado. “São problemas graves e eles deveriam ajudar o governador Cid Gomes (PSB), mas alguns deputados só se preocupam com assuntos banais, que não dizem respeito à qualidade de vida dos cearenses. São discussões apenas por questões eleitorais”, enfatizou. A última polêmica foi por conta de veto da prefeita a projeto do vereador Gelson Ferraz, que propunha a disponibilização de exemplares da Bíblia nas escolas da Capital.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.