Oposição

Tucano diz que pesquisas estimulam os dirigentes

01:00 · 17.04.2018
Image-0-Artigo-2388386-1
Roberto Pessoa é um dos tucanos otimistas com as pesquisas internas do seu partido ( FOTO: JOSÉ MARIA MELO )

Enquanto alguns membros da bancada de oposição no Ceará relatam que o grupo passa por uma situação crítica, o vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, filiado ao PSDB, afirmou que os oposicionistas estão apenas aguardando a movimentação da base governista para apresentarem seus postulantes ao pleito deste ano. De acordo com Pessoa, nenhum dos nomes colocados pelos aliados da atual gestão para cargos majoritários se confirmarão, uma vez que, em sua análise, haverá impedimentos legais para tais postulações.

"Minha tese é de que, de um modo geral, esses nomes que estão sendo colocados pela base governista não serão candidatos", disse. A oposição está em "stand by", aguardando apenas que a base governista indique aqueles que, realmente, disputarão os cargos majoritários.

Pessoa disse que apesar de parecer fragilizada, a oposição, segundo pesquisas internas, aparece bem cotada quando são colocados lado a lado nomes como os do governador do Estado, Camilo Santana, e do deputado estadual Capitão Wagner (PROS) para a disputa ao Executivo. Wagner, porém, já afirmou que disputará vaga na Câmara Federal e não estaria disposto a disputar o Palácio da Abolição.

General

Atualmente, a oposição ao Governo Camilo Santana é formada por quatro partidos: PROS, PSDB, PSD e SD. Por enquanto, segundo disse, praticamente todos os membros da bancada são pré-candidatos à reeleição, com exceção de Wagner que pretende se candidatar a deputado federal. "Todos devem tentar reeleição, mas podem passar para a chapa majoritária. Vai depender de como vai atuar a base governista. Por enquanto, estamos em 'stand by'", afirmou.

Apesar de todo o otimismo de Roberto Pessoa quanto ao grupo do qual faz parte, outros membros da bancada oposicionista discordam dele e disseram ao Diário do Nordeste que a tendência é que a situação deles piore daqui para frente. "Tenho a forte impressão de que o Eunício cavou um buraco e pulou dentro dele, nos colocando na beira", disse um membro do bloco de oposição, que preferiu se manter no anonimato.

A filiação do General Guilherme Theophilo ao PSDB, comunicado por integrantes do partido na última sexta-feira, fez com que seja apontado como um dos prováveis candidatos a cargo majoritário. Na manhã desta terça-feira, conforme informou o presidente da legenda, Francini Guedes, Theophilo estará no Ceará "para conversar sobre política".

Questionado sobre a nova filiação, o tucano afirmou que o militar é competente, conhece os problemas do Estado e tem seu valor para a sociedade cearense, podendo, sim, ser o nome da oposição para o Governo do Estado no pleito deste ano.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.