Revisão biométrica

TRE quer atingir 45% dos eleitores da Capital até maio

01:00 · 19.01.2018

O Tribunal Regional Eleitoral no Ceará (TRE) pretende fazer o recadastramento biométrico de 75% do eleitorado do Estado e chegar aos 45% em Fortaleza até o dia 9 de maio. O dado mais recente, de dezembro de 2017, aponta que os índices estão em 66% e 35%, respectivamente. A Capital, inclusive, recebe esforço concentrado do órgão no mês de janeiro. Cinco dos 11 postos de atendimento ao eleitor estenderam o funcionamento para os sábados neste primeiro mês do ano. O TRE espera ultrapassar a meta em Fortaleza, com 48% de cobertura na data do fechamento do cadastro eleitoral para as eleições de 2018.

A descentralização do recadastramento biométrico começou em 2016 e, segundo o TRE, ainda em janeiro, o 12º posto de atendimento ao eleitor deve ser inaugurado no Centro de Cidadania e Direitos Humanos, no bairro Conjunto Ceará, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza. De acordo com o órgão, nos últimos quatro meses, a média de atendimentos, que variava entre 500 e 600 por dia, aumentou para 2.500.

Meta em Fortaleza

A coordenadora de Administração do Cadastro Eleitoral do TRE, Lorena Belo, diz que a expectativa é ter, em 2020, votação por biometria em todos os municípios do Interior. A obrigatoriedade na Capital, prevista para 2020, pode ser reavaliada. "Essa tomada de decisão sobre colocar Fortaleza em revisão obrigatória já pra 2020 ou 2022 vai ser adotada com mais segurança após maio. Vamos olhar para o cenário", explica. "O que não queremos é tomar decisão precipitada de inserir Fortaleza em regime de revisão obrigatória e ter problemas enfrentados por outras capitais, como Salvador e Cuiabá", justifica.

Até agora, 117 dos 184 municípios cearenses encerraram o recadastramento biométrico. Os municípios de Aurora, Icó e Jaguaribe têm o processo finalizado hoje (19). Os eleitores precisam comparecer aos postos de atendimento com o título de eleitor, documento de identidade, comprovante de residência e certificado de quitação com o serviço militar para homens, no caso dos que forem tirar o título pela primeira vez. Quem não fizer o recadastramento, além de ter o título cancelado, fica submetido a outras restrições legais.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.