Recesso branco

Sessões seguem esvaziadas na AL

01:00 · 06.09.2018

Nos últimos meses, as sessões da Assembleia Legislativa têm sido esvaziadas, com ausência expressiva de deputados que compõem os quadros da Casa. Com o chamado "recesso branco" durante a campanha eleitoral, porém, as faltas tornaram-se mais frequentes e poucos são os parlamentares que participam das duas únicas sessões ordinárias realizadas por semana.

Alguns acreditam que as duas plenárias semanais têm atrapalhado o trabalho de busca por votos. Por isso, defendem que, no próximo encontro da Mesa Diretora da Casa com o Colégio de Líderes, haja definição pela não realização de sessões até o fim das eleições.

Há deputados que estão há mais de um mês sem registrar presença no painel eletrônico do Plenário 13 de Maio. Ontem, apenas 18 compareceram à Casa, mas, na maior parte do tempo, sequer dez deles estiveram juntos no mesmo local.

Sérgio Aguiar (PDT) é um dos poucos que têm participado de sessões durante este período. Ele defendeu, porém, a paralisação dos trabalhos em Plenário com a proximidade do pleito. "Depois do dia 15 (de setembro), devemos dar uma pausa de duas ou três semanas para voltarmos no dia 9 de outubro com o resultado das eleições".

Renato Roseno disse que não vê problemas no modelo atual, ainda que poucos sejam os parlamentares que participam dos trabalhos da Casa durante o período. Para ele, quando da proximidade do dia 7 de outubro, o Legislativo poderá seguir em pleno funcionamento às terças-feiras e quartas-feiras.

Já Carlos Felipe (PCdoB) disse que prepara um projeto para apresentar à Mesa Diretora em que defende mudança no mês de recesso parlamentar. "Entendo essa necessidade de irmos para nossas bases, eu mesmo quero estar. Mas não tem sentido parar agora, em setembro, e parar de novo em janeiro", apontou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.