Prefeito de Baturité é afastado por 120 dias - Política - Diário do Nordeste

Denúncias

Prefeito de Baturité é afastado por 120 dias

18.02.2014

A Câmara Municipal de Baturité afastou, ontem, o prefeito João Bosco Pinto Saraiva (PROS), conhecido como Bosco Cigano, por 120 dias, enquanto se apuram denúncias de fraudes em licitações, além de irregularidades no pagamento de empresas terceirizadas e na coleta de lixo da cidade. Foi aprovada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os supostos atos ilícitos do gestor.

Durante todo o dia de ontem, representantes dos servidores e pessoas contrárias ao prefeito fizeram manifestações em frente à Casa Legislativa para que o afastamento do gestor fosse aprovado. Após os 120 dias, a Câmara poderá arquivar o processo ou votar a cassação de Bosco Cigano, caso os vereadores confirmem a veracidade das denúncias, que foram protocoladas por um agricultor. A vice-prefeita Cristiane Braga (PT) assumirá interinamente a Prefeitura.

O presidente da Câmara Municipal de Baturité, Renaldo Braga (PSDB), também cita a denúncia sobre o não recolhimento da contribuição previdenciária dos terceirizados. Ele pondera que o prefeito Bosco Cigano ainda poderá recorrer à Justiça de qualquer decisão deliberada pelo Legislativo Municipal.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999