MDB no Ceará

Opositores sinalizam manter apoio a emedebista

01:00 · 13.01.2018

Ainda sem definição de acordo com a base governista, o presidente do MDB no Ceará, senador Eunício Oliveira, tem dito a correligionários que não há preocupação quanto às eleições deste ano, visto que, em sua avaliação, o partido não ficará menor. Apesar de algumas intrigas entre seus membros, Eunício tem argumentado que a sigla está mais unida no Estado.

No processo de aproximação com o governador Camilo Santana, seu adversário no pleito de 2014, o senador também se reaproximou de antigos aliados, como o deputado federal Aníbal Gomes (MDB), que já teria garantido apoio nas eleições deste ano. Junto com ele, os deputados federais Cabo Sabino (PR), Genecias Noronha (SD), Raimundo Gomes de Matos (PSDB), Domingos Neto (PSD) e até o petista José Airton Cirilo tendem a apoiar uma candidatura do senador à reeleição.

> Acordo ainda aguarda definição de espaços 

Outras lideranças locais que até pouco tempo também estavam afastadas de Eunício, nos últimos meses, sinalizaram uma reaproximação, como os emedebistas Agenor Neto e Audic Mota, ambos integrantes da Assembleia. O senador tem afirmado a correligionários que sua intenção é disputar novamente o cargo de senador e, com isso, permanecer à frente dos trabalhos do Senado da República por mais dois mandatos.

Congresso

Enquanto sua situação não é definida no Ceará, o senador, na presidência do Congresso Nacional, deve priorizar pautas voltadas à Segurança Pública, limite de gastos do Governo e investimentos no País. Também deve pautar o veto do presidente Michel Temer ao Refis para pequenos produtores rurais, além da legalização dos jogos de azar e, ainda, a regulamentação do lobby.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.