'Indignado', Cid Gomes diz que denúncias de Eudes são 'mentirosas e fantasiosas'

Em longo pronunciamento na AL, governador negou todas as acusações do petista

11:53 · 05.04.2013 por Redação Web

Ao rebater acusações, na tribuna da Assembleia Legislativa, o governador Cid Gomes chamou de "mentirosa" a afirmação do deputado Eudes Xavier (PT) denunciando a existência de uma rede de espionagem, no Ceará, montada por Cid e seu irmão Ciro Gomes. O gestor se disse "vítima de violação dos seus direitos" e propôs uma nova investigação sobre o caso.

Governador afirmou que os e-mails, apresentados pelo deputado como provas, são falsos Foto: Viviane Pinheiro

"Poucas vezes na vida me senti tão indignado, tão entristecido, como no momento que estou vivendo hoje", declarou o governador Cid Gomes, na manhã desta sexta-feira (5). O gestor apareceu de surpresa na Casa para rebater as acusações do deputado federal Eudes Xavier (PT), na Câmara Federal.

Cid afirmou que os e-mails, apresentados pelo deputado como provas, são falsos. "São todos fantasiosos, de quadrilha que se monta no interesse de difamar", disparou.

O deputado federal Eudes Xavier havia apresentado e-mails atribuídos supostamente ao governador. Neles, é citada uma agência internacional de investigação chamada Kroll que teria sido contratada para investigar o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. "Sei nem o que diabo é isso!", disse o governador, pedindo que os deputados e jornalistas "vejam a relação de contratados do Estado se inclui a tal agência de investigação".
 
Na ocasião, o deputado petista afirmou ter tido acesso a cópias de e-mails transparecendo que Cid, Ciro e membros da Secretaria de Segurança Pública e do Gabinete Civil do Estado citavam a contratação da empresa para a suposta espionagem.

Governador lê e comenta pronunciamento de deputado

Cid Gomes leu trechos do pronunciamento do deputado Eudes Xavier, comentando os pontos que julgava "fantasiosos". O governador citou a assinatura, diferente da que utiliza, além do modo de tratamento atribuído no texto a ele e seu irmão. A seguir, leu nota oficial do Governo do Estado. "Todas as declarações (do deputado federal Eudes Xavier) são mentirosas. Mentirosas!", enfatizou.

O governador espera que seja realizada uma "investigação que ponha toda esta sujeira a limpo, para ficar claro quem cometeu gravíssima violação ao estado de direito. E este foi o deputado federal Eudes Xavier", detonou.

Cid cita Luizianne

Cid revelou dois momentos em que, em sua opinião, fora vítima de espionagem. A primeira situação envolveu o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. "Antes da inauguração do Castelão chegou pra mim uma pessoa. Ele disse que o prefeito de Maracanaú teria tirado da carteira um papel que seria um e-mail do Arialdo (Pinho) enviado ao senhor. E eu disse: tu acredita nisso?'".

A seguir, Cid citou a prefeita Luizianne Lins em outra situação. "Alguns dias depois, me procurou Luiza Perdigão, ex-secretária da administração Luizianne Lins. E ela, angustiada, disse: "seus e-mails estão sendo xeretados. Lembra do e-mail que mandei pro senhor depois das eleições? A Luizianne me chamou com o e-mail na mão e me perguntou: você tá comigo ou com o Cid?".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.