Ibope divulga pesquisa de intenção de voto para governo e senado no Ceará

00:00 · 24.07.2013

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (24) pesquisa de intenção de voto para os cargos de governador e senador no Ceará. Na pesquisa espontânea, em que não são sugeridos nomes de candidatos, 69% dos eleitores disseram não saber em quem votar. Outros 17% afirmaram votar em branco ou nulo.

69% dos cearenses não sabem em quem votar para governador e 17% votariam branco e nulo. FOTO:ALCIDES FREIRE

Dos 14% que citaram algum nome espontaneamente, a maioria (6%) citou o nome do atual governador, Cid Gomes, que não pode mais se reeleger por estar no segundo mandato. Outros nomes lembrados foram Domingos Filho, Eunício Oliveira, Tasso Jereissati, Heitor Ferrer e Luizianne Lins, todos com 1% de intenções de voto. A pesquisa não computou os nomes citados por menos de 1% dos entrevistados.

Para senador, o número de indecisos é ainda maior. 77% dos entrevistados não saberiam em quem votar se as eleições fossem hoje. O percentual de votos brancos e nulos é o mesmo do registrado para o governo: 17%. Apenas três nomes foram citados de forma expressiva na pesquisa espontânea para o senado: Tasso Jereissati (2%), Eunício Oliveira (1%) e Inácio Arruda (1%).

Pesquisa estimulada para governador

O Ibope também analisou a intenção de votos em cenários onde são propostos alguns nomes de candidatos. No primeiro, Tasso Jereissati tem o voto de 45% dos entrevistados, Eunício Oliveira conta com 20%, Mauro Filho com 6% e Leônidas Cristino, juntamente com Domingos Filho, têm 4% dos votos, cada. Votos brancos e nulos somam 14% e os indecisos 7%.

Num segundo cenário, com uma disputa ente Tasso, Eunício e Leônidas Cristino, as intenções de voto são de 49%, 26% e 4%, respectivamente. Mais uma vez, brancos e nulos são 14% e indecisos, 7%.

Considerando como candidatos Tasso Jereissati, Eunício Oliveira e Mauro Filho, o resultado é 50%, 25% e 6%, respectivamente. Votos brancos e nulos somam 13% e não saberiam em quem votar 7%.

Entre Tasso, Eunício e Domingos Filho, o primeiro tem 51% das menções, enquanto o segundo tem 26% e o último 4%, com 13% votando branco ou nulo e 6% de indecisos.

Pesquisa analisa o embate direto

O Ibope também perguntou aos eleitores em quem votariam em três situações de embate direto, com o senador Eunício Oliveira enfrentando ou Leônidas Cristino, ou Mauro Filho ou ainda o vice-governador Domingos Filho.

No primeiro, o senador tem 50% dos votos, contra 10% do ministro dos portos. O total de votos não válidos soma 26% e os indecisos 15%.

Contra Mauro Filho, o senador venceria com 47% dos votos, enquanto o secretário aparece com 16%. Brancos e nulos são 23% e indecisos 13%.

Eunício também venceria contra Domingos Filho com 50% das menções, enquanto o vice-governador tem 11%. Neste cenário, brancos ou nulos são 14%, enquanto os que não definiram o voto chegam a 26% dos entrevistados.

Votos estimulados para o senado

O instituto de pesquisa apresentou duas possibilidades para o Senado. Na primeira, Tasso Jereissati vence com 43% dos votos os outros candidatos, que são Inácio Arruda (19%), Heitor Ferrer (18%) e José Guimarães (5%). Votos brancos e nulos são, neste caso, 10% e indecisos, 6%.

No outro cenário, Tasso tem 44% menções, enquanto Inácio tem 19%, Heitor Ferrer 18% e Luizianne Lins aparece com 4%. 10% votam branco ou nulo e 6% não responderam nenhum dos nomes apresentados.

Ibope pesquisou a satisfação dos cearenses e o interesse pelas eleições

A pesquisa revelou também que 83% dos cearenses diz estar satisfeito com 'a vida que vem levando hoje em dia'. Com relação ao interesse pela política, a população aparece dividida. Enquanto 47% dos entrevistados têm muito ou médio interesse pelas eleições, 52% afirmou ter pouco ou nenhum interesse pelo pleito.

Eleitores avaliam influência dos apoios nas eleições

O Ibope perguntou ainda qual o grau de influência que o governador Cid Gomes, a presidente Dilma Roussef, o ex-ministro Ciro Gomes e o ex-presidente Lula têm sobre os eleitores.

No caso de Cid Gomes, 43% dos entrevistados disseram que o apoio dele a um candidato aumentaria muito ou pouco a vontade dos eleitores em votar no apoiado. Para 35%, a manifestação de Cid seria indiferente, enquanto 19% afirmaram que o apoio do governador diminuiria a intenção de voto.

No hipótese da presidente Dilma apoiar um candidato, 53% disseram que a intenção de voto aumentaria muito ou pouco. 27% se mostraram indiferentes ao apoio e 19% que afirmaram que o interesse diminuiria.

Já com relação ao apoio de Ciro Gomes, o interesse pelo voto aumentaria muito ou pouco para 37% dos eleitores cearenses. A indicação seria indiferente para 36% e 24% disseram que interesse diminuiria.

Quanto o apoio citado foi o do ex-presidente Lula, 67% afirmaram que a intenção de voto aumentaria muito ou pouco. 21% se disseram indiferentes e 11% expressaram que o apoio de Lula diminuiria o interesse de voto.

O IBOPE Inteligência entrevistou 812 eleitores, com idade a partir de 16 anos, entre os dias 13 e 16 de julho. Segundo o instituto, o intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.


© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.