'Maior Presidente do País'

Camilo Santana lamenta decretação da prisão de Lula: 'momento dificílimo'

"Estou profundamente triste com a notícia da determinação da prisão de Lula", destacou o governador

"A Lula, toda a minha solidariedade. Respeito e gratidão eternos", disse Camilo ( Foto: Arquivo Diário do Nordeste )
20:05 · 05.04.2018 / atualizado às 20:16

O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, lamentou, na noite desta quinta-feira (5), a determinação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos e 1 mês no caso do tríplex de Guarujá. A ordem de prisão foi expedida pelo juiz federal Sérgio Moro, pouco tempo depois do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) encaminhar a autorização ao juiz.

A decisão foi tomada em menos de 24 horas após o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitar o pedido de habeas corpus preventivo.

"Estou profundamente triste com esta notícia da determinação da prisão de Lula, o maior presidente que este País já teve. O presidente que tirou milhões de brasileiros da miséria e deu mais dignidade para as famílias pobres do nosso país, sobretudo do Nordeste, historicamente esquecido", afirmou Camilo. 

O governador ressaltou ainda que o "momento dificílimo pelo qual passa o Brasil não será resolvido com demonstrações de intolerância, ódio e perseguição. A Lula, toda a minha solidariedade. Respeito e gratidão eternos", pontuou Camilo.

Leia também:

> PF negocia com PT 'suíte digna' para Lula em Curitiba
> 'Está vedada a utilização de algemas em qualquer hipótese', afirma Moro
> 'Volúpia de prender revela arbitrariedade sem fim', diz advogado de Lula
> Humberto Costa classifica decisão de Moro como 'abuso' e diz mandado foi expedido de forma açodada
> Lula deixa sede do Instituto Lula com destino a São Bernardo do Campo
> Após decisão de Moro, advogados voltam ao prédio do Instituto Lula

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.