Maior gratificação a diretores - Política - Diário do Nordeste

Escolas estaduais

Maior gratificação a diretores

08.02.2013

O Governo do Estado deve estar enviando para a Assembleia Legislativa nos próximos dias, um Projeto de Lei, visando aumentar a gratificação de diretores e secretários de escolas públicas. A informação foi repassada durante sessão ordinária, ontem, pelo líder da base aliada, José Sarto (PSB), que afirmou ainda que a mensagem do Executivo irá criar também o cargo de coordenador financeiro, que será responsável por gerenciar as demandas mais urgentes das instituições de ensino do Ceará.

Deputado Sarto afirmou ainda que a mensagem criará também um cargo para gerenciar as demandas mais urgentes das instituições de ensino FOTO: JOSÉ LEOMAR


Serão entregues também para professores temporários e efetivos, desde que esses se encontrem em sala de aula, 1.302 ´tablets´ para auxiliar os docentes em sua formação e capacitação. O pessebista lembrou que o governador Cid Gomes, anunciou que vão ser investidos, pelo menos R$ 228 milhões em ações para beneficiar alunos de localidades que estejam mais distantes das sedes municipais.

"O governador, dentro da política de defender o magistério, deverá enviar uma mensagem que visa aumentar a remuneração dos diretores e secretários das escolas públicas do Estado do ceará. Em 2012, para se ter uma ideia, ele entregou mais 13 escolas profissionalizantes, perfazendo o total de 92 escolas nesse quesito", afirmou o deputado José Sarto.

A mensagem do Governo, que já foi assinada por Cid Gomes, dará um aumento de 33,3% em média, passando o secretário dos atuais R$ 778,42 para R$ 1.037. Os coordenadores, que atualmente recebem R$ 1.037 irão receber 1.383, e os diretores dos Centros Educacionais de Jovens e Adultos (CEJA) terão aumento diferenciado, de 42,89%, saindo de R$ 1.383 para R$ 1.900. O Projeto tratará também da criação da função de coordenador financeiro das escolas públicas, para melhorar o fluxo de demandas das unidades escolares.

De acordo com José Sarto, o Ceará é o único Estado que vinculou reajuste dos professores aos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), no qual a Lei determina que 60% dos recursos do fundo sejam aplicados em pagamento de pessoal e que no Estado este percentual já deverá chegar a 80%. Ele lembrou que isso beneficiará os municípios de São Gonçalo do Amarante, Caridade, Forquilha e Alto Santo.

"Teremos construção de 37 escolas de ensino médio, com gastos de R$ 107 milhões, e construção de cerca 200 ginásios poliesportivos". O líder ressaltou ainda que o Estado tinha pontuado 4,2 em 2007 na nota do Spaece Alfa, que mede o nível de aprendizado de crianças em processo de alfabetização, e que no ano passado, o índice passou para 8,1, colocando o Ceará com as melhores escolas do Norte e Nordeste com o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic).

Implantado

O deputado lembrou ainda que o programa foi adotado pelo Governo Federal, lembrando ele, que a iniciativa começou em Sobral, ainda na gestão do então secretário de Educação, Ivo Gomes, hoje, gestor da pasta na Capital. "Das 54 escolas de Sobral, 27 estão entre as 100 melhores do Brasil", comentou.

Sérgio Aguiar (PSB) e Roberto Mesquita (PV) também enalteceram as ações do Estado na área da Educação. Para o pessebista, através do Paic, o governador mostrou a "revolução" que deveria ser feita na área, não esquecendo ele do empenho do professores. Já Mesquita lembrou que o Governo prometeu 140 escolas profissionalizantes e que até o momento está implantando 96. "Quero parabenizar o Governo, quando investe na Educação. Eu torço para que ele cumpra sua política", afirmou.


Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999