rezoneamento

Fortaleza tem 17 zonas eleitorais

Desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, presidente do TRE, fala na solenidade de instalação das 4 novas zonas eleitorais na Capital cearense ( FOTO: JOSÉ LEOMAR )
01:00 · 06.12.2017

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará oficializou ontem (5) a instalação das quatro novas zonas eleitorais de Fortaleza. A solenidade ocorreu no Fórum Eleitoral Péricles Ribeiro, comandada pela presidente do TRE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, acompanhada do vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, do presidente do Fórum, juiz Francisco Jaime Medeiros Neto, e outros magistrados.

O esforço para o rezoneamento foi motivado pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral, sobretudo para reduzir gastos nos tribunais regionais. Para o TRE cearense, a alteração representa uma redução de R$ 1,8 milhão aos cofres do órgão no período de um ano. Ao todo, 12 servidores de vários setores participaram do levantamento, considerando critérios definidos pelo TSE, como tamanho da cidade, densidade demográfica e quantitativo de eleitores. Das 123 zonas de todo o estado, restaram 18 fora dos requisitos mínimos estabelecidos: quatro zonas foram redirecionadas para Fortaleza, enquanto 14 foram extintas.

Agora, Fortaleza soma um total de 17 zonas eleitorais. O último rezoneamento aconteceu em 2004, quando a Capital passou de seis para 13 zonas. Com a mudança atual, as zonas 80ª, 85ª, 93ª e 95ª, que funcionavam respectivamente em Saboeiro, Orós, Monsenhor Tabosa e Iracema, se juntam às antigas: 1ª, 2ª; 3ª; 82ª; 83ª; 94ª; 112ª; 113ª; 114ª; 115ª; 116ª; 117ª e 118ª.

Tanto no Interior, com o fechamento de zonas, quanto na Capital, com a redistribuição, o eleitor não sofrerá impacto, já que o local de votação permanecerá o mesmo. A mudança no número da zona ou sessão pode ser verificada junto ao TRE. Nas cidades que passaram por alterações, a única mudança se dará com a transmissão de dados para a sede, enfatizam representantes da Justiça Eleitoral para tranquilizar os eleitores.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.