Aliança local

Emedebistas não descartam apoio a Ciro Gomes no Ceará

01:00 · 30.04.2018
Image-0-Artigo-2393757-1
Danniel Oliveira afirma que a aliança entre Camilo e Eunício será oficializada 'muito em breve' ( Foto: Saulo Roberto )

Cada vez mais alinhados ao grupo político liderado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes (PDT), membros da bancada do MDB na Assembleia Legislativa afirmam que a legenda no Ceará não descarta apoiar uma eventual candidatura do PDT à Presidência da República. Segundo informaram, não havendo impedimento da executiva nacional da sigla, e caso o ex-presidente Lula não seja o candidato do PT na eleição, o senador Eunício Oliveira também poderá votar em Ciro.

Há pouco mais de duas semanas, o presidenciável Ciro Gomes declarou ao Diário do Nordeste que ainda não havia assimilado uma provável aliança entre o governador Camilo Santana (PT), de quem é aliado, e o senador Eunício Oliveira, adversário político. Questionado sobre sua participação no palanque, o pedetista afirmou que seria improvável aparecer em fotos ao lado do emedebista.

Desde então, especulou-se nos bastidores da política local a possibilidade de Eunício e seu grupo político tentarem reaproximação com a bancada de oposição. Emedebistas ouvidos pelo Diário do Nordeste disseram, justamente, o contrário, destacando que a aliança entre Camilo e Eunício está praticamente consolidada, faltando apenas a data de oficialização de tal alinhamento.

"Acho que o oficialização da aliança se dará muito em breve, e qualquer notícia de que o senador está se aproximando da oposição é mais uma 'fake news'. Esse não é o pensamento do senador, porque ele está muito focado em ajudar a administração do Governo do Estado e o governador Camilo", disse o deputado Danniel Oliveira.

Entusiasmo

Do lado pedetista, nomes como o deputado José Sarto (PDT) e Sérgio Aguiar (PDT) também são entusiastas da aproximação. Os dois, inclusive, inserem o senador Eunício Oliveira como aquele que deve estar disputando uma das duas vagas ao Senado pela base governista, ao lado do ex-governador Cid Gomes.

De acordo com Danniel Oliveira, eventual aliança entre Eunício, Cid e Camilo tem maiores chances de trazer mais recursos para o Ceará. "Não vejo outro caminho para o governador e muito menos para o senador Eunício do que essa união de forças ao lado de Cid", defendeu.

Questionado sobre a presença ou ausência de Ciro Gomes na chapa majoritária, o emedebista afirmou que a tendência é que isso ocorra, mas destacou que existe a possibilidade de voto do MDB cearense em eventual postulação do líder pedetista à Presidência da República.

"Ele (Eunício) já declarou que, Lula sendo presidente, o voto dele seria no ex-presidente. Caso contrário, não há problema em se votar no Ciro, até porque as propostas dele são boas propostas. Sem sombra de dúvida, o Ciro pode ser o candidato do MDB do Ceará", disse Oliveira, ressaltando, porém, que a questão ainda não foi colocada em pauta no partido. "Mas não enxergo dificuldade alguma do senador votar no ex-governador Ciro", acrescentou.

Sem veto

Já o deputado Walter Cavalcante (MDB) ressaltou que não há qualquer veto de Eunício Oliveira a apoio à candidatura de Ciro Gomes no Ceará. "Vou trabalhar para que o nome dele seja consolidado dentro do MDB. Se o MDB não tiver candidato em nível nacional, não me chame para ir a outro palanque que não seja o do Ciro, porque ele é o melhor nome para o Ceará".

Leonardo Araújo (MDB), por sua vez, sinalizou que a aliança eleitoral entre Camilo e Eunício já está consolidada, visto as ações conjuntas entre o governador e o senador em público. "Os elogios são recíprocos e suficientes para comprovar que já existe algo além do institucional acontecendo no cenário político do Estado", sustentou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.