propaganda

Direção do PT decide como fazer a ligação com Camilo

01:00 · 22.08.2018
Image-0-Artigo-2443153-1
Moisés Braz diz que a direção estadual já adotou todas as medidas para a campanha no CE ( FOTO: JOSÉ LEOMAR )

A executiva estadual do PT, segundo o seu presidente, deputado Moisés Braz, decidiu que o material de campanha televisivo do governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, exibirá imagens do ex-presidente Lula e de seu candidato a vice, Fernando Haddad. E reafirmou a orientação de que Camilo "se envolva" na campanha presidencial, contrariando aliados de outros partidos.

A reunião ocorreu na última segunda-feira, à tarde, na sede do PT, em Fortaleza, mas não contou com a participação de Camilo Santana. Segundo Moisés, o encontro teve caráter "interno" e serviu para "tocar" três "orientações" referentes à campanha, algumas já deliberadas pelas lideranças antes. Uma delas é a que impõe o apoio do governador à candidatura de Lula ou de quem o substituir, caso ele seja impedido de disputar a eleição por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Lula está preso em Curitiba, condenado no caso do tríplex de Guarujá.

"Nós vamos, de fato, fortalecer essa luta pela candidatura do Lula, abrindo os comitês, chamando os diretórios de partido, chamando aí o nosso mandatário, vereador, prefeito e vice-prefeito, pra que todo mundo se envolva na campanha do presidente Lula, a campanha do 13, a campanha do Lula e a campanha do Camilo no Estado".

Militância

A fala de Moisés vem de encontro ao que tem defendido, publicamente, o ex-governador Cid Gomes (PDT), candidato ao Senado da chapa de Camilo e um dos principais articuladores políticos de sua campanha à reeleição. Tendo em vista a candidatura à Presidência da República de seu irmão, Ciro Gomes, pelo PDT, que é hoje o principal partido da base do governador, Cid quer, ao contrário dos petistas, que Camilo trate apenas da eleição estadual no seu palanque.

O presidente estadual do PT acredita que quando o impasse em torno da candidatura de Lula for resolvido e o partido decidir substituí-lo por Fernando Haddad, "a militância petista vai pra rua, o Haddad, imediatamente, sobe nas pesquisas e a gente vai pro segundo turno com qualquer outro candidato que venha pela frente".

"Não temos nenhuma preocupação de que o PDT ou outros partidos venham de fato falar se o Lula pode ou não pode, se o Haddad é ou não é desconhecido, porque nós estamos focados na eleição do PT à Presidência da República.

Comitê

Também nessa reunião de segunda-feira, diz Moisés, a executiva discutiu como será o programa de televisão do partido, tanto a nível majoritário, como a nível proporcional. Segundo ele, a propaganda eleitoral gratuita de Camilo exibirá imagens do ex-presidente Lula e de Haddad.

"Nós vamos de fato fazer, além dos programas de legenda onde a gente vai apresentar os programas pessoais dos candidatos, nós vamos sim apresentar a imagem do presidente Lula e vamos trazer o Haddad como vice-presidente, até que seja definido essa questão nacional. Mas o nosso foco é a candidatura do Lula, portanto, vamos trazer o Lula como nosso candidato, o Haddad como vice e vamos focar, sobretudo, também o nosso governador. Isso tá muito claro, eles vão aparecer na propaganda do PT", afirmou.

Ele informou, ainda, que o comitê do partido "pró-Lula" será inaugurado na próxima semana, quarta-feira (5), na avenida 13 de Maio, em frente ao Instituto Federal do Ceará (IFCE). "Vamos centralizar lá tudo que for de material, a militância e vamos ter lá um momento de orientação política para o Interior do Estado", detalhou. Diferente do comitê do governador Camilo, que será o mesmo da eleição passada, na avenida Sebastião de Abreu, no bairro Cocó.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.