Incursões no Interior

Deputados reclamam de 'invasores' nas bases

Segundo parlamentares da AL, a atuação de pré-candidatos ligados à máquina pública torna a disputa desigual

Com a Assembleia em recesso até fevereiro, muitos deputados têm feito visitas a municípios do Interior para fortalecer seus nomes à reeleição ( Foto: José Leomar )
01:00 · 15.01.2018 / atualizado às 12:27

Os deputados da Assembleia Legislativa estão aproveitando o recesso parlamentar para visitar suas bases eleitorais em busca de votos, uma vez que são pretensos candidatos à reeleição. Nas incursões que têm feito, eles têm percebido a presença de outros postulantes e criticam o uso da máquina pública na atração de votos a "afilhados" de lideranças políticas do Ceará.

Desde o ano passado, alguns deputados vêm reclamando da participação de secretários do Governo do Estado e até da Prefeitura de Fortaleza em disputas que eles dizem ser desiguais, uma vez que, segundo parlamentares, tais gestores estariam se aproveitando dos cargos para conseguir o maior número de votos possíveis.

Apesar de governistas terem feito denúncias, inclusive, na tribuna do Plenário 13 de Maio, tanto o governador Camilo Santana quanto o prefeito Roberto Cláudio disseram que seus auxiliares só devem ser exonerados no prazo limite, segundo a legislação eleitoral. Governistas querem que o Ministério Público atue para evitar irregularidades durante esse processo.

Visitas

Enquanto isso, parlamentares que se sentem prejudicados estão intensificando visitas às bases eleitorais para evitar maiores prejuízos em relação a liderados. O deputado Leonardo Araújo (MDB), por exemplo, afirmou que, durante os primeiros dias de recesso, visitou os municípios em que tem representatividade, seja como aliado do Executivo Municipal ou na oposição.

Segundo o parlamentar, pretensos candidatos que não trabalharam nos últimos três anos, agora, estariam tentando demonstrar presença em municípios, encaminhando verbas para os mesmos. "Está havendo excesso por parte de alguns pré-candidatos que não possuem mandato eleitoral, caracterizando-se como abuso de poder econômico ao flertar com alguns municípios. Alguns tentam angariar apoio nos municípios através de recursos próprios", disse.

Para Araújo, tais "exageros" precisam ser combatidos pelo Ministério Público com o apoio da população. "Percebemos que vai se acirrar ainda mais a partir de agora com a campanha no Estado", avaliou. Danniel Oliveira (MDB) destacou que tem percebido presença constante de pré-candidatos em municípios por onde tem passado.

Segundo ele, pelo que tem observado, não há nada além do normal nas movimentações. No entanto, o parlamentar reclamou daqueles que só aparecem em determinadas localidades nos meses que antecedem as eleições. "É fundamental a continuidade do serviço e, hoje, o eleitor enxerga muito mais isso. E é por isso que temos dado prioridade a estarmos sempre presentes e atuando pelos municípios em que somos votados", frisou.

Roberto Mesquita (PSD), por sua vez, disse que aproveita o recesso para se dedicar a negócios particulares, o que, para ele, pode causar prejuízo eleitoral em algumas regiões. O deputado reclamou da cooptação de lideranças políticas por alguns pré-candidatos, como o secretário de Fortaleza, Queiroz Filho, e o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, além de "afilhados do Governo" que, segundo ele, utilizam a estrutura da gestão para conseguir apoios.

Disputa ordenada

Já Leonardo Pinheiro (PP) ressaltou que não paralisou suas atividades neste período, mas avalia que as movimentações nos municípios têm ocorrido de forma ordenada. "A maioria dos candidatos já está em campo, mas, no geral, os concorrentes têm agido de forma correta".

Manoel Santana (PT), por sua vez, afirmou que sua pré-campanha é feita no dia a dia junto à militância. O petista disse ainda que, neste mês, tem se dedicado aos atos em defesa do ex-presidente Lula, que será julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no dia 24 próximo.

Bruno Pedrosa (PP) fez incursões por pelo menos dez municípios cearenses, com o objetivo, segundo ele, de escutar demandas. O parlamentar também tem percebido um aumento das investidas de outros deputados em municípios no Interior, porém, conforme informou, seus adversários políticos têm atuado de forma "exemplar".

Observações

"Está havendo excesso por parte de alguns pré-candidatos que não possuem mandato eleitoral"

Leonardo Araújo
Deputado estadual (MDB)

Image-0-Artigo-2349769-1

"A maioria dos candidatos já está em campo, mas, no geral, os concorrentes têm agido de forma correta"

Leonardo Pinheiro
Deputado estadual (PP)

Image-1-Artigo-2349769-1

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.