Segurança

Deputado critica criação do órgão

01:00 · 10.05.2018

A proposta do Governo do Estado de criar uma Superintendência de Pesquisa e Estratégia em Segurança Pública - em tramitação na Assembleia Legislativa - repercutiu, ontem, no plenário da Casa. O deputado Heitor Férrer (SD) criticou a criação de mais um órgão "teórico" que, para ele, servirá de "cabide de emprego". Ele questionou a existência do programa Ceará Pacífico e de outras iniciativas do Governo do Estado.

O parlamentar condenou a criação de 15 novos cargos no Governo, para Camilo "empregar seus apadrinhados". "Cadê o Conselho Estadual de Segurança Pública? Cadê a força-tarefa? O Centro de Inteligência para combater o crime organizado no Nordeste? Ceará Pacífico? O trouxa do contribuinte pagou por esta tal Ceará Pacífico R$ 1 milhão e 700 mil e redundou nesse fracasso".

O líder do Governo na Casa, deputado Evandro Leitão (PDT), rebateu e disse que os 15 novos empregos serão preenchidos a partir do quadro de pessoal da própria Secretaria de Segurança Pública. "É patético, porque se não se faz nada, se critica, se se faz alguma coisa, tem interesse meramente para se empregar pessoas ligadas ao governo. E aí vem com um discurso para desgastar a imagem (do Governo). Se você espremer a fala do (Heitor), você não vê nenhuma sugestão. Não se pode brincar com a segurança, temos que nos unir, no sentido de que possamos superar essas fragilidades. A segurança não é apenas problema de governo, é de todos nós".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.