água

Deputado cobra o fim da obra da Transposição

01:00 · 11.07.2018 / atualizado às 01:28

O deputado Heitor Ferrer (SD) cobrou, ontem, a conclusão das obras de Transposição das Águas do Rio São Francisco, que deverão beneficiar o Ceará, mas que estão atrasadas desde junho de 2016 e, de lá para cá, já foi adiada várias vezes. A última previsão dada pelo Governo Federal é para setembro próximo, mas Ferrer alertou que R$ 12 bilhões já foram gastos no empreendimento e o que se vê são apenas promessas para concretização desse "sonho do povo do Nordeste".

Ferrer lembrou que a chegada das águas do São Francisco foi prometida pelo ex-presidente Lula (PT), ainda em 2007, orçada naquela época em R$ 4,2 bilhões. No entanto, os governos se sucederam e a obra não foi concluída, estando com 95% dela já tendo sido realizada. O Eixo Norte, que irá beneficiar o estado do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, é o único que falta ser concluído no projeto e já teve o prazo adiado em diversas ocasiões, desde a primeira paralisação ocorrida em junho de 2016, quando a construtora se envolveu na Lava Jato.

O parlamentar cobrou "determinação" da bancada federal cearense, além do próprio Governo do Estado, em pressionar pela conclusão da obra. Ele frisa que se não fossem as chuvas registradas neste ano, o Ceará corria o risco de sofrer um colapso hídrico.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) ressaltou o trabalho realizado pela Comissão de Acompanhamento da obra na Assembleia, mas criticou o descompromisso do atual Governo Federal em dar seguimento à Transposição. "Com esse Governo (federal)que aí está não conseguimos fazer que essa obra chegasse ao seu final. Venho me juntar neste protesto, porque foi até agora uma enganação o que está ocorrendo com o povo cearense, enquanto as águas do São Francisco poderiam estar servindo para saciar a sede de homens e animais", concluiu.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.