Denúncias

Deputada defende investigação na Saúde

01:00 · 16.02.2018

Durante os discursos, ontem, na Assembleia Legislativa, sobre o problema da Segurança no Ceará e a instalação ou não de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o narcotráfico, a deputada Silvana Oliveira (MDB) propôs a instalação de uma outra CPI na Casa, que investigue supostas irregularidades na Saúde do Estado. Ela denunciou, em pronunciamento, que vagas para leitos estariam sendo "bloqueadas" no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), enquanto pacientes aguardam na fila de espera.

Segundo a parlamentar, que é médica, muitas pessoas, inclusive pacientes dela, têm denunciado situações de irregularidades nos hospitais públicos. Embora seja aliada do Governo do Estado, Silvana frisou que a missão do deputado é "proteger o povo do Estado". Ela mesma se ofereceu para presidir o colegiado e chamou a atenção para o fato de que muitos de seus colegas na Assembleia também são médicos e poderiam contribuir nas investigações.

"Basta essa parlamentar fazer uma visitinha no Hospital Geral de Fortaleza, basta ir lá e encontrar, na véspera de feriado, leitos e mais leitos bloqueados para retorno de paciente, após o Carnaval. Que fique claro que não precisamos tratar jogando pedra em secretário ou no governador, mas isso precisa ser desmascarado, são proprietários de serviço", apontou. "Tenho testemunha viva, ocular, que sentiu nos couros, uma noite inteira, numa cama fria, para ser transferida para o setor de AVC, já tendo a vaga livre. Está se gastando dinheiro na Saúde? Está, mas tem que gerenciar", cobrou.

Além de Silvana, outros nove deputados são médicos: Lucílvio Girão (PDT), Leonardo Pinheiro (PP), Fernando Hugo (PP), Manoel Santana (PT), Bruno Gonçalves (PEN), José Sarto (PDT), Carlos Felipe (PCdoB), Heitor Férrer (PSB) e Antônio Granja (PDT). Já Mirian Sobreira (PDT) e Augusta Brito (PCdoB) são enfermeiras, Rachel Marques (PT) é psicóloga e Bethrose (PMB) é formada em Fisioterapia. A Assembleia tem, ainda, Comissão voltada à Saúde e Seguridade Social, presidida pelo deputado Carlos Felipe.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.