Eleições 2018

DEM filia Danilo Forte e prega protagonismo

Lideranças nacionais da sigla estiveram em Fortaleza para o ato que oficializou, na AL, o ingresso do cearense

Danilo Forte discursa cercado por lideranças locais e nacionais da legenda. O DEM é o terceiro partido que o recebe em pouco mais de dois anos ( Foto: José Leomar )
01:00 · 16.12.2017 / atualizado às 01:51

O deputado federal Danilo Forte, ex-PSB, se filiou ao Democratas (DEM), ontem, em evento na Assembleia Legislativa, que contou com a participação de lideranças nacionais da legenda, além das presenças do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, do PDT, e de seu vice, Moroni Torgan, vice-presidente do DEM no Ceará. O partido tem como objetivo, a partir de agora, fortalecer sua participação nos 184 municípios do Estado e ser protagonista no processo eleitoral do próximo ano.

> Provocado por aliados, Maia nega candidatura 

A tendência é que a legenda mantenha apoio a eventual candidatura do governador Camilo Santana (PT) à reeleição. Sinal disso é que o chefe do Poder Executivo no Ceará esteve reunido com lideranças nacionais do DEM na noite da última quinta-feira (14), debatendo assuntos políticos e eleitorais. Na solenidade de filiação, ontem, o presidente do partido no Estado, Chiquinho Feitosa, destacou o apoio que a legenda tem dado ao Governo do Estado e à Prefeitura de Fortaleza.

"Estamos envolvidos no processo de sucessão do Governo do Estado. Nosso partido está aliado à Prefeitura de Fortaleza e ao Governo do Estado, sempre no sentido propositivo de contribuir, porque é esse o nosso propósito para desenvolver nossa cidade e nosso Estado. Isso é fundamental", disse Feitosa.

Ainda em seu pronunciamento, o dirigente sustentou que a sociedade não pode abandonar a política e, por isso, seria importante o ingresso de figuras como Danilo Forte na legenda, visto que deve somar ao DEM com novas ideias. Segundo ele, o partido está se preparando para construir chapas fortes para deputado federal e estadual.

Administração

Vice-prefeito de Fortaleza e vice-presidente do DEM, Moroni Torgan, em discurso, destacou o empenho do prefeito Roberto Cláudio na administração da capital cearense, o que tem feito dele um exemplo de administrador para os demais municípios. De acordo como o democrata, o distanciamento popular da política não é saudável, uma vez que, conforme defendeu, é ela quem define a vida de uma Nação.

"Os homens e mulheres de bem têm que saber de política. Nós amamos a democracia, as famílias e nosso País. Tenho certeza que vamos ter mais um irmão que batalha muito pelo Estado", afirmou Moroni. O deputado estadual João Jaime (DEM) destacou que, com a chegada de Danilo Forte, o grêmio vai trabalhar ainda mais para aumentar a participação nos 184 municípios do Ceará. Para ele, o trabalho de fortalecimento da sigla tem como objetivo apresentar, pelo menos, 20 candidaturas a prefeituras cearenses em 2020.

O líder do DEM na Câmara, deputado federal Efraim Filho (PB), também participou da solenidade e defendeu que a legenda seja protagonista do pleito eleitoral do próximo ano, e não atue apenas como coadjuvante, como tem sido ao longo dos últimos anos ao lado do PSDB, por exemplo. "Queremos implementar ideias que tanto defendemos. Não seremos coadjuvantes nesse processo e o Ceará será muito importante para nós".

Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), com o ingresso de Danilo Forte no partido, aumentam as chances de fortalecimento do DEM, porque outros deputados podem buscar a legenda. Ele disse que eventual apoio a Camilo "é um problema do Diretório Regional".

Terceiro partido

Ao filiar-se ao terceiro partido em pouco mais de dois anos, Danilo Forte afirmou que escolheu o DEM porque a legenda tem demonstrado interesse em apresentar "o novo" e dar segurança ao Brasil. "O partido tem proposta, postura e coragem de fazer o enfrentamento de debate. Muitos se dizem a favor das mudanças e, na hora, boicotam o Brasil. Mas o DEM não, porque o DEM tem disposição para isso".

Depois de sair do PMDB, em 2015, o deputado se filiou ao PSB, mas deixou a legenda após ingresso do deputado federal Odorico Monteiro (ex-PT), que passou a comandá-la no Estado. O Democratas mantém-se na base governista de Camilo Santana e de Roberto Cláudio. Questionado sobre eventual apoio ao governador no pleito do próximo ano, Forte disse apenas que isso ainda será discutido.

Além de Roberto Cláudio, Moroni Torgan, Chiquinho Feitosa e Rodrigo Maia, outras figuras da política local e nacional estiveram no evento, como o ministro da Educação, Mendonça Filho, e o líder do DEM na Câmara, Efraim Filho. Também compareceram os deputados Gony Arruda (PSD), Leonardo Pinheiro (PP), Antônio Granja (PDT), Sérgio Aguiar (PDT), Audic Mota (PMDB), Nizo Costa (PMB) e Yuri Guerra (PMN), além de prefeitos e outros dirigentes políticos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.