COLUNA

Paulo Cesar Norões: Sinalizações de Camilo

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 26.01.2018

Deve ter caído como um balde de água fria nos aliados que sonham com a saída de Camilo Santana do PT o discurso feito pelo governador cearense, em São Paulo, no ato de apoio ao ex-presidente Lula - condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro. Camilo, dentre outras coisas, disse que Lula foi o "melhor presidente da história do Brasil". E, no fechamento do discurso, enfatizou: "Você (Lula) é a esperança desse povo brasileiro de resgatar as conquistas". A fala do governador sinaliza a permanência no partido e, principalmente, aponta para a manutenção do apoio à candidatura de Lula, que tem ficado cada vez mais difícil. A saída de Camilo do PT é considerada estratégica por aliados, para que ele possa apoiar a postulação de Ciro Gomes à Presidência e marchar junto com o PDT.

Pergunta

Camilo

Entre 2016 e 2017 cresceram os rumores de que o governador trocaria de partido. O PSB foi a legenda apontada como destino do chefe do Executivo, mas nada se concretizou. A indicação que Camilo tem dado é de que fica no PT. É bom lembrar, entretanto, que o ano eleitoral começa agora, após o julgamento de Lula no TRF-4. Que rumo tomará o PT nacionalmente? Eis a pergunta a se fazer.

Foco na infância

Mais distante da política partidária, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, quer prioridade para o acompanhamento da primeira infância, principalmente na faixa mais vulnerável da sociedade. Neste ano, cerca de 5 mil famílias serão atendidas pelo programa "Cresça com seu filho", tocado pelo gabinete da primeira-dama, Carol Bezerra.

Creches

Segundo o prefeito, 2018 começou com 5 mil vagas a mais em creches para atender aos filhos dos trabalhadores, em relação a 2017. Até abril deste ano, mais 10 centros de educação infantil serão entregues. O próximo, entregue hoje, levará o nome de Heley de Abreu Silva Batista, a professora que morreu ao tentar livrar crianças de um incêndio em Minas Gerais.

Convenção

Em sua convenção nacional, que acontecerá em março, o Democratas - partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia - vai defender as medidas implantadas em nome do ajuste fiscal e a retomada do crescimento econômico. A legenda, diz o deputado federal cearense Danilo Forte, recém-chegado, quer viabilizar uma candidatura de Maia ao Planalto.

Ausência?

O PT do Ceará realizará plenária, hoje, em defesa de Lula. Será às 18h, na Sede Estadual do Partido, na Avenida da Universidade. A assessoria de comunicação da legenda encaminhou nota às redações, ontem, em que informa a presença de lideranças do partido, entre prefeitos, vices e parlamentares. Não consta na lista o governador Camilo Santana.

"Não aceito mexer na aposentadoria dos mais pobres, nem dos trabalhadores rurais. Não aceito"

Eunício Oliveira, presidente do Senado, em manifestação nas redes sociais a respeito da Reforma da Previdência.

Tem mais...

Desinformação: O envolvimento dos jornalistas com os fatos históricos chega a um nível elevado, principalmente, quando se trata de tragédias. O acompanhamento dos fatos em profundidade faz com que, em algumas situações, sejamos incapazes de compreender a desinformação das pessoas que estão fora da rotina frenética da redação. Uma dessas tragédias ocorreu na campanha eleitoral de 2014. Em agosto, o jato em que estava o candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) caiu no litoral de São Paulo, dando uma virada geral na pauta dos noticiários do País. Dois dias depois do fato, precisei tomar um táxi. Naquele momento, no rádio, autoridades relatavam a dificuldade de identificação dos corpos. Eu comentei: "que tragédia essa, né?". O taxista olhou meio sem entender e perguntou: "foi o Alckmin?". Até hoje não consigo entender o nível de desinformação dele.

Inácio Aguiar, redator interino.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.