Coluna

Paulo Cesar Norões: Prevenção às drogas

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 18.01.2018

O Programa Ceará Sem Drogas, da Assembleia Legislativa, cumpre um papel duplo para o Legislativo Estadual: politicamente, aproxima a Casa dos diversos municípios do Interior. E põe em discussão uma temática que está no topo da pauta da sociedade cearense, que é a prevenção ao uso de drogas. Até agora, cerca de 50 mil jovens já participaram dos ciclos de palestra em um total de 20 municípios contemplados. O interesse da casa é realizar até 12 eventos em junho deste ano, com a presença do comentarista global Walter Casagrande Jr. O programa da Assembleia, aliás, ganhará visibilidade nacional ao ser exibido em um quadro da revista eletrônica 'Fantástico', da TV Globo, em que Casagrande abordará a prevenção ao uso de entorpecentes, em parceria com o médico Drauzio Varella.

Eu sozinho

Ainda no PDT, o deputado estadual Heitor Férrer enfrentava o dilema de fazer campanha eleitoral mantendo 'independência' e não apoiando o candidato ao Executivo, indicado pelo partido. Hoje, filiado ao PSB, o parlamentar vive situação semelhante, após a chegada de Odorico Monteiro ao comando da legenda. Heitor quer ficar na sigla, desde que possa manter a linha de independência.

Diálogo...

O governador Camilo Santana chega ao último ano do seu mandato tendo recebido 90% dos prefeitos cearenses para tratar das mais diversas questões de interesse dos municípios. A informação é do chefe da Casa Civil do governo, ex-deputado Nelson Martins, responsável pela articulação política com parlamentares e gestores municipais.

...E articulação

Embora o tema eleições ainda não esteja na pauta oficial do Palácio da Abolição, o governo defende uma ampla coligação para deputado estadual e federal capaz de eleger uma grande bancada na Assembleia e na Câmara e garantir a Camilo, caso reeleito, uma base de apoio amplo no Parlamento. Sobre a reaproximação com o MDB? 'Será tratada no momento certo', diz Nelson.

Planos do DEM

O DEM quer discutir com os aliados os planos para as Eleições no Ceará e já tem uma carta na manga: quer encaixar Moroni Torgan em uma das vagas ao Senado na chapa majoritária. Ontem, o deputado federal Danilo Forte conversou com o vice-prefeito da Capital sobre a possibilidade. No plano nacional, o partido tenta articular a candidatura de Rodrigo Maia ao Planalto.

O famigerado

Grupo de partidos que flutuam entre as correntes ideológicas de acordo com a conveniência política, marcado pelo fisiologismo, o tal 'centrão', outrora liderado na Câmara por Eduardo Cunha, está meio perdido nas intenções. Alguns partidos chegam a ter divisão interna sobre o apoio a uma possível candidatura de Lula ou do postulante do PSDB. Dá pra entender?

"O Bolsa Família é importante para a inclusão social no Nordeste. O que não pode é virar um bolsa 'parasita' "

Danilo Forte, deputado federal cearense, em comentário as críticas do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ao programa federal, marca dos governos Lula e Dilma.

Tem mais...

Samba do crioulo doido: a lógica das campanhas eleitorais no Interior passa longe do alinhamento que se observa em âmbito nacional. Uma dinâmica de difícil compreensão. Campanha para prefeito em 2008, no município de Juazeiro do Norte. O prefeito da cidade era Raimundo Macêdo, então filiado ao PSDB. Nas prévias partidárias, Raimundão perdeu a indicação do partido, que acabou lançando Manoel Salviano à Prefeitura. O episódio provocou um racha e o tucanato passou a ter um prefeito e um candidato que fazia oposição à gestão. Em meio a uma campanha eleitoral acirrada, um episódio foi emblemático: no mesmo dia, na mesma hora, na mesma rua, dois atos. A inauguração de um posto de saúde, feita pelo prefeito, e uma caminhada do seu correligionário e adversário. Resultado: tucano criticando tucano. Nas urnas, o partido perdeu a eleição.

*Inácio Aguiar, redator interino.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.