Coluna

Paulo Cesar Norões: Participação popular

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 28.09.2017

As novas tecnologias estão mudando a forma de relacionamento entre a sociedade e seus representantes. Antes, a pressão a vereadores, deputados e senadores em votações de temas relevantes era praticamente restrita ao lobby corporativo, seja ele de entidades patronais ou de trabalhadores. Faltava ao cidadão comum capacidade de articulação. Sozinho, não era ouvido. Hoje, existem grupos organizados - alguns sem qualquer viés partidário - que trabalham para mobilizar as pessoas a pressionarem os parlamentares através de e-mail, redes sociais, abaixo-assinados virtuais, etc. Tem surtido efeito em muitos casos. Algo que deveria ser feito pelos partidos, que estão totalmente distantes de seus eleitores. De uma forma ou de outra, a democracia está sendo exercida. E isso é ótimo.

Efeito dominó

Ao contrário do episódio envolvendo o ex-senador Delcídio do Amaral, quando o Senado em peso aprovou a prisão dele pelo STF, o caso Aécio Neves provocou reações curiosas. Boa parte dos senadores se posicionou contra o afastamento, inclusive o arquirrival PT. Por trás dessa reação, o temor de que a decisão da Suprema Corte seja apenas a primeira de outras que estariam por vir, atingindo senadores investigados.

Fundo liberal

Grupo de empresários e personalidades querem angariar fundos para eleger de 70 a 100 deputados federais, em 2018. Segundo o jornalista Lauro Jardim, d'O Globo, Nizan Guanaes, Arminio Fraga e Luciano Huck, entre outros, querem candidatos comprometidos com a defesa da responsabilidade fiscal, da ética e da sustentabilidade, não necessariamente filiados a um único partido.

Enquete

Jovem deputado estadual Bruno Pedrosa (PP) vai usar a internet para se posicionar em relação ao projeto que libera bebidas nos estádios, que tramita na Assembleia. Como ainda não tem opinião formada, quer ver como se posicionam os internautas, no Facebook. Ouvir o povo é sempre elogiável e esse tipo de enquete até ajuda a observar tendências. Mas, ouvir especialistas também é recomendável.

Almoço

Senador Eunício Oliveira e o governador Camilo Santana almoçaram juntos, ontem, no gabinete do presidente do Congresso. Se conversaram sobre política não se sabe, nenhum dos dois comenta o encontro. Presença do secretário da Fazenda Mauro Filho, no entanto, é forte indício de que a pauta foi sobre o apoio de Eunício para a liberação de recursos federais para o Estado.

De olho em 2018

Após passar o comando da ABIP, a entidade nacional dos panificadores, ao mineiro José Batista - de quem passa a ser vice -, Alexandre Pereira volta as atenções ao trabalho à frente da Secretaria de Turismo de Fortaleza. Há perspectiva de boom no turismo, com as últimas conquistas para o setor e as ações da Setfor. O que é bom para quem costura candidatura a deputado federal, em 2018.

"Já são este ano 161 transplantes de rins, 21 de coração, 143 de fígado. É uma conquista enorme. Ceará zerou, ano passado, a fila de transplante de córnea"

Manoel Santana
Deputado estadual (PT)

Tem mais...

Vice-líder do prefeito na Câmara de Fortaleza, vereador Michel Lins é o novo presidente do PPS municipal. Com as bênçãos dos presidentes nacional e estadual do partido, Roberto Freire e Alexandre Pereira, respectivamente.

Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Ceará (Inesp) realiza hoje, às 10h, na Assembleia Legislativa, lançamento da terceira edição do livro "Os Constituintes de 1947".

Pesquisa do ex-deputado Osmar Diógenes, que conta a história da redemocratização do nosso Estado, pós Estado Novo, onde vigorou a Constituição "Polaca", inspirada na Constituição da Polônia, de cunho eminentemente ditatorial e centralizador.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.