coluna

Paulo César Norões: lentidão gera impunidade

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 25.08.2018

A legislação eleitoral não prevê casos de propaganda eleitoral dentro de templo religioso. Porém, uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral deu o que falar. No último pleito, em 2014, o apóstolo Waldomiro Santiago, em Belo Horizonte, fez campanha e pediu, dentro da Igreja Mundial do Poder de Deus, votos para o missionário Márcio Oliveira, do PR, eleito deputado federal com 58.085 votos, e pastor Franklin Souza, do PP, eleito deputado estadual com 57.921 votos. O Tribunal Regional Eleitoral mineiro cassou os dois mandatos por propaganda irregular e abuso do poder econômico porque o evento teria custado R$ 1 milhão. Houve recurso. Agora, o TSE ratifica a decisão da 1ª instância. O problema é que a decisão demorou tanto que torna-se quase inócua, já que o mandato dos dois está praticamente no fim.

Meio tempo

Image-0-Artigo-2444316-1

José Bardawil conseguiu, por força de liminar, registrar sua candidatura a senador, mesmo o Podemos, não tendo homologado sua candidatura em convenção. Como o Podemos faz parte da coligação 'A Força do Povo', Bardawil passa a ter direito a metade do tempo de rádio e TV de Eunício Oliveira (MDB). Se a liminar não for cassada, a equipe de Eunício terá que refazer os primeiros programas, que já estão prontos.

Tucano no Ceará

Campanha de Geraldo Alckmin no Ceará vai ganhando contornos. Coordenador da campanha no estado, Luiz Pontes, esteve quarta-feira em São Paulo e o senador Tasso Jereissati voou pra lá, ontem. Alckimin estará em Fortaleza na próxima sexta-feira, quando dará palestra na Fiec. No dia seguinte, terá encontro com lideranças em Horizonte e participa de carreata em Caucaia.

Estratégia

Tasso já estará de volta hoje, a tempo de participar, junto com o candidato tucano ao Governo, General Theóphilo, da carreata que vai lançar oficialmente a campanha do ex-prefeito Roberto Pessoa a deputado federal, em Maracanaú. A estratégia do senador, aliás, é intensificar a partir de hoje as visitas com o General aos centros urbanos mais populosos do Ceará, para fazê-lo conhecido.

Brigar pra que?

Cid Gomes sempre gostou de fugir do convencional, nos discursos. É bem dele, inclusive, brincar com as situações. Ainda mais em casa, perto de sua gente. Esta semana, ao participar do lançamento da campanha de Lia, candidata a deputada estadual, Cid recomendou calma à irmã, que não nega o sangue Ferreira Gomes nas veias. "Um Ciro de saias", dizem. O recado (abaixo) foi extensivo aos eleitores.

Sem quorum

Tempo de eleição, é a maior dificuldade ver deputado dando expediente na Assembleia Legislativa. Teve dia esta semana que mal houve quórum para iniciar a sessão. As 16 presenças foram choradas. Nem os seis inscritos para falar estavam em plenário. Ninguém inscrito para o "pela ordem". Ely Aguiar salvou para abrir o segundo expediente. Será assim até o fim da campanha eleitoral.

"Ninguém deve brigar, fazer inimizade, ficar intrigado do vizinho, do amigo, por conta da política. Até porque depois os políticos vão e se juntam. Não tá vendo agora?"

Cid Gomes, candidato ao Senado pelo PDT, discursando em Sobral

Tem mais...

Novidade Próxima quarta-feira (29),João Amoêdo, presidenciável do Partido Novo, estará em Fortaleza. O Novo defende bandeiras liberais: menos regulamentação, mais incentivo ao empreendedorismo e menos intervenção econômica do Estado.

Apoiador Amoêdo traz a tiracolo o ex-técnico de vôlei do Brasil e "embaixador" do partido NOVO, Bernardinho. Que, aliás, só não foi candidato a governador do Rio porque a esposa vetou. Segue, no entanto, como cabo eleitoral do presidenciável.

Núneros 205 mil eleitores já baixaram o aplicativo e-Título, no Ceará. Destes, 181 mil são eleitores com biometria. Ainda conforme a relação, o Ceará ocupa a sétima posição em e-Títulos emitidos no Brasil.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.