Coluna

Paulo Cesar Norões: em busca de visibilidade

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 08.01.2018

Acostumada ao protagonismo, Luizianne Lins tem vivido em seu primeiro mandato de deputada federal as dificuldades em se fazer notada. Destacar-se em um universo de 513 deputados é bem mais difícil do que na Câmara de Fortaleza (43 vereadores) ou na Assembleia Legislativa (46 deputados). Só para fazer um pronunciamento já é uma novela. Na Câmara Federal, parlamentares geralmente se destacam quando líderes de bancada ou, sendo governistas, trabalhando nos bastidores para liberar recursos nos ministérios para ajudar nos projetos do Estado ou dos municípios. Luizianne não é uma coisa nem outra e se vira como pode para tentar emplacar projetos que beneficiem o eleitorado dela. Agora mesmo, ela tem usado as redes sociais para divulgar 13 propostas dela, boa parte voltadas para a proteção das minorias.

Tradição

Image-0-Artigo-2346782-1

Citada em reportagem do Estado de São Paulo por conta de emenda parlamentar destinando R$ 1,2 milhão para o São João de Maracanaú, em 2017, deputada federal Gorete Pereira (PR) negou que a liberação da emenda tenha relação com o voto dela no julgamento da denúncia contra Temer - ela votou a favor do presidente. Gorete lembrou que já virou uma tradição, ela destina essa verba já há seis anos.

Sem acordo

Apesar de tucano de bico duro, Luiz Pontes mantém ótima relação com os irmãos Ferreira Gomes e o governador Camilo Santana. Ao ponto de participar de almoço oferecido pelo empresário Júlio Ventura para Cid Gomes e Camilo, na virada do ano. Mas, amigos, amigos, eleição à parte. Pontes descarta qualquer tipo de acordo eleitoral com Camilo. Pelo menos enquanto ele for do PT.

Tem fé

Mesmo com todas as evidências do possível acordo do grupo governista com Eunício Oliveira, Luiz Pontes ainda acredita que o senador emedebista vai tentar a reeleição numa composição com Tasso Jereissati para governador. Mas aí tem dois problemas. Primeiro, Eunício já declarou até voto em Lula - se ele for candidato, claro. E segundo, o próprio Tasso continua negando candidatura.

Largada

Depois de comandar as ações da primeira etapa do projeto de requalificação da Praia de Iracema, sábado, prefeito Roberto Cláudio prestigiou encontro do Clube do Bode, confraria que reúne intelectuais, jornalistas e políticos de diversas matizes, sob o comando do livreiro Sérgio Braga, no Flórida Bar. RC está agora em contagem regressiva para uns dias de férias. Vai com a família para os Estados Unidos.

Seguidora

Mesmo preso em Curitiba, por corrupção, ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (MDB-RJ), quer continuar dando cartas na política. Agora através da filha Danielle, candidata a deputada federal pelo Rio de Janeiro. Detalhe: o próprio Cunha vai ser o orientador da campanha. Próximos dias, ela deve ir visitá-lo na prisão. Vai ouvir do pai onde deve conseguir votos e que aliados deve procurar.

Image-1-Artigo-2346782-1

"Defender o Lula é defender a democracia. O povo precisa ir às ruas lutar por justiça"

De Assis Diniz, presidente do PT no Ceará, que promete mobilizar as forças de esquerda no Estado em torno do movimento 'Tô com Lula', de olho no julgamento do ex-presidente no TRF4, dia 24 de janeiro, em Porto Alegre.

Tem mais...

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará - ADEPOL/CE divulgou nota de solidariedade aos colegas policiais do Rio Grande do Norte, que estão em greve desde dezembro do ano passado.

A propósito, deputado federal Cabo Sabino (PHS) participou, sábado, de reunião entre governador Robinson Farias e representantes dos grevistas. Deputado cearense foi convidado pelo governador potiguar para intermediar o diálogo entre as partes.

Senador Aécio Neves (PSDB-MG) teve descontados R$ 40 mil por conta das faltas às sessões do Senado Federal, no período em que esteve afastado do mandato, por ordem do Supremo Tribunal Federal.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.