coluna

Paulo Cesar Norões: Deve vir mais por aí

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 18.04.2018

Por decisão unânime dos ministros da 1ª Turma do STF, Aécio Neves vai sentar no banco dos réus. Para além do ato jurídico em si, a decisão é recheada de simbolismo. Há 12 dias, pela primeira vez um ex-presidente da República, talvez o mais popular da história, foi preso por crime comum. A prisão de Lula caiu como uma bomba entre os políticos, especialmente aqueles acusados de envolvimento em casos de corrupção. Ora, pensaram, se prenderam Lula podem prender qualquer um. Os fatos que se seguiram só reforçaram a percepção. Agora, com Aécio réu, cresce entre eles o temor de que a Suprema Corte siga mirando em figurões de vários partidos e ratifique a tendência punitiva das instâncias inferiores em relação aos casos de corrupção. Ao mesmo tempo fragiliza o discurso petista de perseguição a Lula.

Efeito colateral

Image-0-Artigo-2389208-1

Não tem como a situação de Aécio Neves não respingar na candidatura de Geraldo Alckmin. Mesmo o também presidente do PSDB não passando a mão na cabeça do colega e ressaltando que "a lei no País deve ser para todos". Alckmin sabe que o caso será prato cheio para os adversários baterem na candidatura dele. Isso, claro, se ele se mostrar competitivo. Caso contrário, será deixado de lado.

Sucessão na AL

Nos bastidores da Assembleia fala-se em cinco nomes para suceder Zezinho Albuquerque na presidência da Casa, em eleição prevista para fevereiro de 2019, de acordo com o regimento interno: Sérgio Aguiar, José Sarto, Tin Gomes, Evandro Leitão (todos do PDT) e Audic Mota (PSB). É praxe que o eleito seja do partido majoritário. Expectativa é de que o PDT salte dos atuais 12 para 16 deputados.

Líderes

Saíram os nomes dos novos líderes partidários (ou de bancadas) da Assembleia. Curioso é ver Agenor Neto líder e Walter Cavalcante vice-líder do MDB. Há um ano deixaram o partido por divergências com a direção estadual. Saíram atirando e voltaram "prestigiados". Já Heitor Férrer é o líder do Solidariedade. Nova composição de lideranças vai contribuir na formação das comissões técnicas.

Mulheres...

Roberto Cláudio prestigia as mulheres. Tem confiado a elas cargos estratégicos no primeiro escalão da Administração Municipal. E certamente o desempenho de Águeda Muniz (Seuma), Joana Maciel (Saúde) e Manuela Nogueira (Infraestrutura) tem inspirado o prefeito a investir ainda mais na presença feminina em sua equipe. Mas sempre privilegiando o perfil técnico.

...E competentes

Reforma do secretariado abrira espaço para Darlene Braga na Regional VI. Agora, RC chamou Olinda Marques, socióloga e urbanista, para a Secretaria de Habitação. Ela coordenou por 5 anos a rede de Habitação Popular, do Fórum Nacional de Reforma Urbana. Já Luciana Lobo, pós-graduada em Direito e Processo Administrativo e mestranda em Direito e Gestão de Conflitos, assume Controladoria do Município.

"Temos que ter cautela, prudência, e cobrar um limite aceitável que o setor possa pagar"

Ver. Benigno Jr. (PSD), preocupado com as consequências, para o setor produtivo de Fortaleza, do aumento nas taxas de alvarás. As mudanças no Código Tributário da Cidade foram propostas pela Prefeitura e aprovadas pela Câmara Municipal.

Tem mais...

Prestígio. Foi Guilherme Landim, filho do saudoso deputado Wellington Landim, que abriu as portas do Abolição para o prefeito de Cedro Nilson Diniz, que foi discutir com Camilo Santana a liberação de recursos para obras no município.

Agro. Presidente da Facic, Francisco de Assis Barreto de Sousa, se reunirá amanhã com seus pares de diretoria, quando serão analisados, dentre outros assuntos, a quadra invernosa e suas consequências na economia do Ceará.

Homenagem. Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira será agraciada, amanhã, com a Ordem do Mérito Militar, maior comenda do Exército Brasileiro. O evento acontecerá no 23º Batalhão de Caçadores, em Fortaleza, às 9h da manhã.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.