COLUNA

Paulo César Norões: calcanhar de aquiles

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 30.07.2018

Mais um episódio de desafio da bandidagem às instituições em Fortaleza. Justo no fim de semana que marcou as convenções dos partidos de oposição ao Governo do Estado. É óbvio que a ação não tem relação direta com a política - segundo o secretário de Segurança Pública André Costa foi uma represália às mortes de três criminosos em troca de tiros contra a PM em Amontada, na última quinta-feira (26). Entretanto, a queima de ônibus, ataques a prédios públicos e agências bancárias, tudo isso caiu sob medida para que os oposicionistas subissem o tom das críticas à política de segurança do Estado. É, afinal, o calcanhar de aquiles da gestão Camilo Santana. O ponto no qual os adversários vão focar para desconstruir a imagem do governador no período eleitoral. Menos mal que não houve mortes de inocentes.

Força

Camilo Santana fez valer sua vontade e o PT desistiu de ter um candidato ao Senado. Não foi surpresa para quem vem acompanhando os bastidores da política cearense. Governador fica, assim, à vontade para exercer sentimento de gratidão a Cid Gomes, avalista de sua primeira eleição, e Eunício Oliveira, que viabilizou os principais projetos de seu governo. São seus candidatos ao Senado.

Sentido!

Convenção do PSDB e Pros surpreendeu pelo grande número de militantes presentes ao ginásio do Ari de Sá. Boa parte deles, diga-se de passagem, militares como o candidato a governador da oposição. General Guilherme Theóphilo se viu rodeado de antigos colegas do Colégio Militar de Fortaleza, onde estudou, além de companheiros de farda do Exército.

Confusão

Como membro do PSDB, o general Theóphilo declara voto no candidato a presidente do seu partido, Geraldo Alckmin, para quem afirma que fará campanha. O curioso é que muita gente acha que, pelo fato de ser militar, Theóphilo apoia Jair Bolsonaro, também ex-militar do Exército. Ainda mais quando sai pelo interior com o Capitão Wagner, que o apoia, mas pede voto também pro chamado 'Mito'.

Enfado

Não é todo mundo que gosta de receber sem trabalhar. Caso de Manoel Veras, que decidiu pedir aposentadoria no ano que vem. A falta do que fazer tem incomodado o conselheiro do antigo Tribunal de Contas dos Municípios. Não há vagas no TCE, que absorveu as demandas do TCM. Veras prefere, então, se aposentar de vez, do que ficar esperando uma vaga que não ficou de vir.

Contra-ataque

Ciro Gomes reagiu ao editorial da Folha de São Paulo que condena falas dele sobre o judiciário. Segundo ele, distorcem suas palavras no intuito de desqualificá-lo e incensar a candidatura de Geraldo Alckmin. "A Oligarquia judiciária, a nova nobreza que trabalhamos pra sustentar, não quer ameaças a seus privilégios legais e financeiros e tem na mídia sua principal parceira", afirmou.

"Lamento muito a decisão do meu partido. (...) As consequências dessa decisão serão históricas e percebidas a partir de 2019."
Senador José Pimentel, sobre a decisão do PT Ceará de abrir mão de lançar candidato ao Senado. Pimentel ficará sem mandato após 16 anos como deputado federal e oito como senador.

Tem mais...

Bem... Prefeita Célia Rodrigues feliz com a boa colocação de Varjota. Segundo ranking da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, o pequeno município de 18 mil habitantes do noroeste cearense é um dos quinze mais desenvolvidos do Nordeste e um dos nove do Estado.

...Na fita O estudo divulgado pela Firjan foi divulgado no mês de junho passado e refere-se a 2016. Segundo a Firjan, Varjota tem alto desenvolvimento em Saúde e Educação e regular em Emprego.

Nada consta Senador Eunício Oliveira usou seu perfil nas redes sociais para divulgar documentos que atestam não haver nada contra ele no âmbito do Poder Judiciário. Conforme as certidões solicitadas para fins eleitorais, ele está quite com a Justiça e apto a participar do processo eleitoral.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.