Coluna

Paulo César Norões: a veemência de Ciro

pc

Paulo Cesar Norões

Colunista de Política • pcnoroes@diariodonordeste.com.br

01:00 · 05.07.2018

Se não causar polêmica, não é o Ciro Gomes. Por mais comedido que tente ser, para atender os apelos de assessores e marqueteiros, a tendência para dizer o que pensa, direto e sem sofismas, é inerente à personalidade do presidenciável do PDT. Até arrumou um nome suave para seu linguajar mais duro: "veemência". Pois ontem voltou a ser 'veemente' ao reagir às vaias de um pequeno grupo em evento da Confederação Nacional da Indústria, em São Paulo, por chamar de 'selvagem' a Reforma Trabalhista aprovada recentemente. Por outro lado, a tal 'veemência' rendeu-lhe aplausos, quando prometeu rever a política de câmbio e juros e quando criticou a bagunça política no Brasil. Esse é o Ciro. Não mudou até hoje, não muda nunca mais. E, se há quem condene, há também os que gostam do estilo. E é com estes que ele conta.

Renovação

Há quem acredite que a renovação na Assembleia Legislativa, em 2019, suba à casa dos 50 por cento. Não só pelos bons nomes que entrarão na disputa, mas também por conta dos que não tentarão reeleição. Rachel Marques (foto) e Capitão Wagner tentarão vaga na Câmara Federal. Já Odilon Aguiar vai apoiar Domingos Filho, enquanto Mirian Sobreira, como a coluna disse ontem, apoiará o filho Marcos.

Fora do ar

Radialistas candidatos nas próximas eleições deixaram o microfone das emissoras de rádio e TV no último dia 30, por força da legislação eleitoral. Um dos que saíram do ar foi Lula, que, mesmo na prisão, em Curitiba, vinha comentando os jogos do Brasil na Copa do Mundo para o programa de José Trajano, da TVT. Mais uma prova de que a direção do PT acredita na candidatura do ex-presidente, este ano.

"Vices" tucanos

A coordenação da campanha do presidenciável Geraldo Alckmin conta que de três nomes sairá o candidato a vice do tucano: Mendonça Filho (DEM), Aldo Rebelo (SD) ou Flávio Rocha (PRB). O coordenador Marconi Perillo justifica dizendo que eles são de centro-direita e do Nordeste. O quarto nome era Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda, que já respondeu com um "não".

Desfalque

A chefia de gabinete da Presidência da República concluiu que dos 434 objetos "sumidos" do Palácio do Planalto no Governo Lula nada menos do que 360 já foram localizados. Faltam 74. Segundo relatório de 10 páginas a ser enviado para o Tribunal de Contas da União ainda não se sabe onde estão 117 objetivos desaparecidos sumidos durante o Governo Dilma. As providências serão tomadas pelo TCU.

Pecnordeste

Presidentes de federações de agricultura e pecuária dos nove estados do Nordeste presentes à abertura do Pecnordeste, hoje, no Centro de Eventos, em Fortaleza, demonstrando o prestígio e amizade com o presidente da Faec, Flávio Saboya. Ontem os presidentes participam da reunião regional da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil, liderados por Pio Guerra Jr., da Faepe (PE).

"É assim que vai ser. Vocês decidem. Se quiserem um candidato fraco escolham um desses que vêm com conversa fiada para vocês"

Ciro Gomes, presidenciável do PDT, ao ser vaiado por alguns empresários por criticar e propor revisão da Reforma Trabalhista recém aprovada

Tem mais...

Do ramo Ilimar Franco, ex-colunista de O Globo e diretor da sucursal da revista Isto É, em Brasília, na qual editava também a coluna Brasil Confidencial, será o coordenador de imprensa da campanha de Ciro Gomes. Jornalista Vicente Gioielli segue como assessor pessoal do presidenciável do PDT.

Botar... Autor da lei que criou o Estatuto Municipal da Pessoa com Deficiência na rede de ensino, vereador Acrísio Sena (PT) reuniu-se com a secretária municipal de Educação Dalila Saldanha para discutir a execução do mesmo.

...Pra funcionar Reunião, segundo Acrísio, foi produtiva. Até agosto a secretária deve apresentar um cronograma de execução da lei. "Ela afirmou inclusive que já estão previstas mais 73 novas escolas com acessibilidade", disse o vereador.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.