VIAGEM AO EXTERIOR

Cid pede desculpas em nota na Assembléia

00:45 · 29.04.2008
( )
O local escolhido pelo governador Cid Gomes (PSB) para falar sobre a questionada viagem da Europa foi a Assembléia

Somente ontem, após vários dias de discussão sobre a viagem do governador à Europa no início do mês de fevereiro passado, o próprio Cid Gomes falou sobre os questionamentos que estão sendo feitos no espaço político e na Imprensa. Em avião fretado pelo Governo do Estado, o governador viajou para a Europa com sua esposa Maria Célia, a sogra Pauline Carol Habib, e as mulheres, com seus respectivos maridos, do secretário de Turismo, Bismarck Maia, senhora Glaucia Maia, e a do assessor Valdir Fernandes, senhora Samara Dias.

Antes mesmo da viagem do governador à Ásia, encerrada no último sábado, o deputado Heitor Férrer (PDT) começou a questionar a contratação do avião e a comitiva da viagem oficial. Só nos últimos dias o Governo respondeu ao que perguntou o deputado sobre a viagem questionada.

Na nota, o governador começa lamentando só agora estar dando os esclarecimentos por estar viajando à Ásia, nos últimos dias. E diz: ´em primeiro lugar, quero pedir desculpas pelo constrangimento que esse fato, e sua repercussão, possam ter causado. Sempre agi de boa fé e não me consta que tenha cometido qualquer ilegalidade com a presença de qualquer dos acompanhantes´.

Passageiros

O que sempre disse o líder do Governo, deputado Nelson Martins (PT), na Assembléia, repetiu Cid Gomes: ´não houve nenhum custo ou despesa extra para o Estado. O vôo é cobrado por quilômetro e não pelo número de passageiros. As despesas pessoais da mãe de minha esposa e dos demais passageiros que não cumpriam missão oficial, bem como sua hospedagem, não foram pagas com o dinheiro público e, portanto, nada custaram ao Estado. O custo do vôo foi exatamente o mesmo, estivessem a bordo ou não´, enfatizou.

Ao relatar o que fez ao longo da viagem à Europa, justificando a importância dos contatos, Cid Gomes disse que a viagem não poderia ter sido feita em vôo comercial em razão da necessidade de compatibilizar e racionalizar melhor o tempo de participação dos vários eventos que programara.

´Pelo menos 20 dos 27 governadores de Estados brasileiros adotam esta prática de voar em aviões fretados ou próprios dos Estados . Todos os governadores do Ceará, nos últimos 20 anos. contrataram aviões executivos para suas viagens, com uma diferença: antes, a aeronave vinha de Recife, incluindo-se no valor pago a ida e volta para a Capital pernambucana´.

Outras

Depois de afirmar que algumas empresas do Ceará, com orçamentos menores que o do Estado, têm aviões para uso de seus executivos em nome da eficiência e da produtividade do trabalho, o governador lembrou compromissos de campanha de que iria buscar recursos onde fosse necessários e acrescentou: ´Por isso fiz várias viagens desde o início do meu mandato e continuarei a fazer tantas quantas forem necessárias para trazer para o Ceará a maior quantidade possível de projetos, idéias, recursos e investimentos´. E destacou o montante de recursos.

´Como resultados destas viagens, estamos trazendo mais de R$ 1,1 bilhão em financiamentos para investimentos em obras e serviços públicos para o povo cearense, além de investimentos privados da ordem de R$ 3 bilhões´. E concluiu, admitindo ter dado todos os esclarecimentos, continuar à disposição da Imprensa e defender o disciplinamento das viagens oficiais dos governantes e seus auxiliares.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.