solene

Camilo vai à Assembleia Legislativa prestar contas

01:00 · 02.02.2018

Após quase 50 dias de recesso parlamentar, os deputados da Assembleia Legislativa do Ceará, retomam hoje as atividades do último ano da atual Legislatura. A sessão solene de instalação contará com a presença do governador do Estado, Camilo Santana, que fará a prestação de contas de 2017 e anunciará as principais ações para este ano.

As sessões ordinárias só terão início na quarta-feira da próxima semana (7), uma vez que a plenária da terça-feira será levantada, em pesar pela morte do ex-deputado cearense Almino Menezes, que morreu no início do mês passado. É de praxe na Casa Legislativa que as atividades legislativas sejam encerradas quando do falecimento de um ex-parlamentar. De acordo com o Departamento Legislativo, o rito será mantido.

Após a solenidade de abertura dos trabalhos do último ano da atual Legislatura, o governador Camilo Santana convidará todos os deputados presentes para um almoço de confraternização no Palácio da Abolição, onde tratará sobre os principais assuntos referentes à sua gestão. De acordo com alguns parlamentares, o assunto que deve nortear as conversas deve ser a questão da Segurança Pública, em decorrência dos últimos acontecimentos ocorridos no Estado.

Espaços

Para o presente ano, o governador do Estado contará com uma base aliada cada vez mais robusta, contando com pelo menos 37 apoiadores e somente nove opositores. Com uma bancada governista maior, a tendência é que o chefe do Poder Executivo tenha mais facilidade na aprovação de matérias de interesse do Estado. No entanto, devido ao período eleitoral que se avizinha, a oposição deve buscar ocupar todos os espaços possíveis para fazer críticas à gestão.

Os ânimos entre os próprios aliados também tende a se acirrar, uma vez que muitos deles, em seus colégios eleitorais, muitas vezes divergem e trazem complicações para a convivência política da base. No próximo mês de março, algumas mudanças partidárias devem acontecer, o que dará um norte para o quadro político que vai se formar para a disputa eleitoral deste ano. Secretários do Governo que vão se candidatar neste ano deixarão suas Pastas até abril.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.