Servidores municipais

Câmara aprova reajuste de 2,95%

01:00 · 15.03.2018

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, no começo da tarde de ontem, reajuste de 2,95% para os servidores públicos municipais. A proposta, enviada à Casa pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), teve 27 votos favoráveis e seis abstenções. Na sequência, em sessão extraordinária, o texto foi aprovado em redação final, e agora segue para a sanção do prefeito. Já a proposta de reajuste dos professores municipais, segundo a liderança do governo na Casa, deve chegar à Câmara até o fim do mês.

O texto não figurava na pauta de votações prevista para ontem, tendo sido incluído a pedido da liderança do governo. Segundo o segundo vice-presidente da Casa, Didi Mangueira (PDT), a inclusão ocorreu para assegurar que o reajuste seja pago já nos salários do mês que vem. "Entendendo que hoje (ontem) já é dia 13, e que ainda teremos um feriado (na segunda, 19, Dia de São José, padroeiro do Estado), nós temos pressa". O primeiro vice-presidente da Casa, Adail Jr. (PDT), declarou que a folha seria fechada na próxima terça-feira (20).

O presidente da Casa, Salmito Filho (PDT), por sua vez, afirmou que um aumento maior poderia comprometer a capacidade de investimentos da Cidade. "Nós temos que comemorar o fato de a Prefeitura de Fortaleza estar saneada, bem-administrada, e ainda sugerindo para nós deliberarmos um reajuste".

Outras propostas

Projetos de Indicação também foram aprovados na sessão de ontem. De iniciativa de Plácido Filho (PSDB), foi aprovada a criação de uma Política Municipal de Participação Popular, que estabelece princípios e objetivos para estimular a participação do cidadão na gestão pública.

A Casa também aprovou Projeto de Indicação de Gardel Rolim isentando o transporte escolar de Imposto Sobre Serviços (ISS). Também recebeu aval dos vereadores um Projeto de Indicação de Jorge Pinheiro (PSDC) propondo a instituição de um "Sistema Único do Cidadão".

A ideia é unificar os bancos de dados do Município, para agilizar o atendimento ao cidadão e reduzir os custos para a administração. Por se tratarem de Projetos de Indicação, as propostas serão enviadas como sugestões da Câmara ao prefeito.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.